Pular para o conteúdo principal

A Lei do Velho Testamento foi abolida?


a lei de moises foi abolida

Muitas pessoas alegam que não precisamos cumprir mais nada da Lei de Moisés, e que só devemos cumprir o que está no Novo Testamento, porque, segundo elas, Jesus aboliu a Lei de Moisés. No entanto, eu vou mostrar neste artigo que não é bem isso o que a Bíblia diz.

Essas pessoas se apoiam principalmente nas seguintes passagens escritas pelo apóstolo Paulo:

"Portanto, lembrai-vos de que vós noutro tempo éreis gentios na carne, e chamados incircuncisão pelos que na carne se chamam circuncisão feita pela mão dos homens; que naquele tempo estáveis sem Cristo, separados da comunidade de Israel, e estranhos às alianças da promessa, não tendo esperança, e sem Deus no mundo. Mas agora em Cristo Jesus, vós, que antes estáveis longe, já pelo sangue de Cristo chegastes perto. Porque ele é a nossa paz, o qual de ambos os povos fez um; e, derrubando a parede de separação que estava no meio, na sua carne desfez a inimizade, isto é, a lei dos mandamentos, que consistia em ordenanças, para criar em si mesmo dos dois um novo homem, fazendo a paz" (Almeida Corrigida e Fiel; Efésios 2,11-15).

"Havendo riscado a cédula que era contra nós nas suas ordenanças, a qual de alguma maneira nos era contrária, e a tirou do meio de nós, cravando-a na cruz. E, despojando os principados e potestades, os expôs publicamente e deles triunfou em si mesmo. Portanto, ninguém vos julgue pelo comer, ou pelo beber, ou por causa dos dias de festa, ou da lua nova, ou dos sábados" (Almeida Corrigida e Fiel; Colossenses 2,14-16).

Na verdade, o que o apóstolo quis dizer nessas passagens é que Jesus aboliu para os não judeus a obrigação de cumprir toda a Lei de Moisés, pois antes da morte de Jesus, os não judeus que queriam se unir ao povo de Israel para adorar a Deus tinham que se converter ao judaísmo e cumprir toda a Lei de Moisés, ou seja, tinham que cumprir a guarda do sábado, circuncisão, jejuns, guarda de dias especiais, sacrifícios de animais, e tudo o mais que a Lei mandava, conforme Isaías 56,3.6-7. Porém, desde a morte de Jesus, os não judeus convertidos não precisam mais cumprir esses mandamentos. Agora eles precisam cumprir logicamente os mandamentos morais dessa Lei, como não matar, não furtar, não cometer adultério, e também alguns outros mandamentos, conforme decidido pelos apóstolos e pelo Espírito Santo, como você pode ver a seguir:

"De fato, pareceu bem ao Espírito Santo e a nós não vos impor nenhum outro peso além dessas coisas necessárias: que vos abstenhais das carnes imoladas aos ídolos, do sangue, das carnes sufocadas, e das uniões ilegítimas. Fareis bem preservando-vos destas coisas. Passai bem" (Bíblia de Jerusalém; Atos 15,28-29).

Quanto aos judeus, eles ainda têm que cumprir toda a Lei, portanto, ela não foi abolida. Uma prova disso é a passagem de Atos 21,18-25, na qual vemos claramente que o próprio apóstolo Paulo e os outros judeus que creram em Jesus continuaram cumprindo a Lei de Moisés, e mantiveram a decisão de que os não judeus convertidos tinham que cumprir apenas alguns mandamentos da Lei, veja: 

"No dia seguinte, Paulo foi conosco à casa de Tiago, onde todos os anciãos estavam reunidos. Depois de cumprimentá-los, Paulo expôs minuciosamente o que Deus fizera aos pagãos através do seu serviço. Ouvindo Paulo, eles glorificavam a Deus. Mas a seguir lhe disseram: 'Como você vê, irmão, há milhares de judeus que abraçaram a fé, e todos são fiéis observantes da Lei. Eles estão a par de coisas que dizem a respeito de você, isto é, que você anda ensinando a todos os judeus que vivem no meio dos pagãos para abandonarem Moisés e dizendo-lhes que não circuncidassem seus filhos e não continuassem a seguir as tradições. Que vamos fazer? Certamente ficarão sabendo que você está aqui. Portanto, faça o que vamos lhe dizer. Estão aqui quatro homens que têm uma promessa para cumprir. Leve-os com você, purifique-se com eles, pague as despesas para que possam mandar raspar a cabeça. Assim, todos saberão que os boatos a seu respeito não têm fundamento e que você também é fiel na observância da Lei. Quanto aos pagãos que abraçaram a fé, já escrevemos a eles sobre nossas decisões: abster-se de carnes imoladas aos ídolos, de carnes sufocadas e de uniões ilegítimas" (Atos 21,18-25; Bíblia Pastoral).

Essa passagem é muito esclarecedora. Conforme provam os trechos que destaquei em negrito, os judeus que se converteram ao cristianismo continuaram fiéis observantes da Lei de Moisés, mesmo após a morte de Cristo, e que na época dos apóstolos havia pessoas dizendo que o apóstolo Paulo estava ensinando os judeus a pararem de cumprir a Lei de Moisés, mas que isso não passava de um boato sem fundamento, e que, na verdade, o próprio apóstolo Paulo era um fiel observante da Lei. Ora, se os judeus cristãos não precisam mais cumprir a Lei de Moisés e a Lei realmente foi abolida após a morte de Cristo, como muitos cristãos alegam, por que vários judeus e até mesmo o próprio apóstolo Paulo continuaram observando fielmente a Lei de Moisés? Afinal, que sentido faria eles continuarem cumprindo a Lei se ela tivesse sido abolida? O fato é que eles continuaram cumprindo a Lei porque ela nunca foi abolida. Ou seja, essa passagem que acabamos de analisar prova que os judeus ainda precisam cumprir a Lei de Moisés e que, portanto, ela não foi abolida.

Uma outra prova de que a Lei de Moisés não foi abolida é o fato de o próprio Jesus ter dito que ele não veio abolir a Lei, veja:

"Não pensem que vim abolir a Lei ou os Profetas; não vim abolir, mas cumprir. Digo-lhes a verdade: Enquanto existirem céus e terra, de forma alguma desaparecerá da Lei a menor letra ou o menor traço, até que tudo se cumpra. Todo aquele que desobedecer a um desses mandamentos, ainda que dos menores, e ensinar os outros a fazerem o mesmo, será chamado menor no Reino dos céus; mas todo aquele que praticar e ensinar estes mandamentos será chamado grande no Reino dos céus" (Mateus 5,17-19; Nova Versão Internacional).

Os trechos "não vim abolir, mas sim cumprir" e "até que tudo se cumpra" são a chave para a interpretação correta dessa passagem. O que Jesus quis dizer é que a Lei de Moisés durará somente até o tempo em que tudo o que a Lei e os Profetas disseram sobre ele se cumpra. Muitos cristãos alegam que tudo foi considerado como cumprido no momento em que Jesus disse na cruz a seguinte frase: "Está consumado", conforme João 19,30. Acontece que esse é um grande erro de interpretação, pois quando Jesus disse isso na cruz, ele não quis de forma alguma dizer que tudo o que as Escrituras tinham dito sobre ele tinha sido cumprido, mas sim que o sacrifício pelo qual ele tinha que passar para que nós fôssemos salvos estava consumado. Simplesmente isso. Afinal, ele ainda tinha que cumprir mais duas coisas importantíssimas: ressuscitar após três dias e depois voltar à Terra no Dia do Julgamento. Portanto, como ele ainda não voltou, e céus e terra ainda existem, a Lei de Moisés não pode ser considerada como abolida.

Como Jesus disse em outra passagem:

"É mais fácil passar céu e terra do que uma só vírgula cair da lei" (Lucas 16,17; Bíblia de Jerusalém).

É lógico que existem muitos mandamentos da Lei de Moisés que não são possíveis de ser cumpridos hoje em dia, como, por exemplo, holocaustos, entrega do dízimo, pena de morte, pois eles envolvem o templo de Deus, os chefes do povo e o sacerdócio da tribo dos levitas, os quais não existem mais. Porém, todos os mandamentos que ainda são possíveis de se cumprir devem ser cumpridos por todos os judeus.

A salvação é pela fé ou pelas obras?

Há também aqueles que acreditam que a fé em Jesus é o único meio para nos salvar e que por isso não é certo dizer que também temos que fazer boas obras para ganharmos a salvação. Essas pessoas se baseiam em textos como Gálatas 2,16; 3,23-25; Efésios 2,8-9 e Romanos 3,28; 10,4. É lógico que em nenhuma dessas passagens o apóstolo Paulo quis dizer que para sermos salvos não precisamos mais cumprir as obras da Lei de Deus e que agora basta termos fé em Jesus, pois se assim fosse, poderíamos matar, roubar, mentir e ainda assim seríamos salvos, desde que mantivéssemos a nossa fé em Jesus. O que ele quis dizer é que o que nos justifica não é a prática das obras da Lei de Deus, pois nesse ponto sempre falhamos, assim nos tornamos injustos diante de Deus por desrespeitar a Lei dele, mas o que nos justifica e nos salva é somente a fé em seu filho Jesus, o qual morreu inocente por nós, para pagar nossos pecados.

No entanto, mesmo sendo justificados somente pela fé em Jesus, temos que nos esforçar para cumprir a Lei de Deus, pois o próprio apóstolo Paulo disse que não podemos pecar só porque não estamos mais debaixo da Lei de Moisés (cf. Romanos 6,15). Além disso, Paulo também disse que Deus criou as boas obras para que andássemos nelas (cf. Efésios 2,10). Ele mesmo orientou os primeiros cristãos a cumprir uma série de obras da Lei (cf. Romanos 1,18-32; Gálatas 5,19-21; 1 Coríntios 6,9-10) e pediu para que eles reconhecessem que as coisas que ele escrevia eram mandamentos do Senhor (cf. 1 Coríntios 14,37).

Em Tiago 2,14-26 o apóstolo Tiago esclareceu que não adianta apenas termos fé, temos também que fazer boas obras. O próprio Jesus Cristo disse que nem todo aquele que tem fé nele irá para o céu, mas somente aquele que fizer a vontade do Pai dele:

"Nem todo aquele que me diz: ‘Senhor, Senhor’, entrará no Reino dos céus, mas apenas aquele que faz a vontade de meu Pai que está nos céus" (Nova Versão Internacional; Mateus 7,21).
                    
Além de tudo isso, as seguintes passagens do Novo Testamento também deixam claro que devemos guardar os mandamentos de Deus:

"Porque este é o amor de Deus: que guardemos os seus mandamentos; e os seus mandamentos não são pesados" (Almeida Corrigida e Fiel; 1 João 5,3).

"Nisto se firma a perseverança dos santos, os que guardam os mandamentos de Deus e a fé em Jesus" (Bíblia de Jerusalém; Apocalipse 14,12).

Outros argumentos que provam que a Lei de Moisés não foi abolida

Para não deixar mais dúvida que realmente estamos sob o regime do Novo Testamento e não do Velho, mas que isso não significa que não temos que cumprir mais nada do Velho, formulei abaixo mais quatro argumentos.

Primeiro: os dois principais mandamentos que devemos cumprir, que são amar a Deus acima de tudo e ao próximo como a si mesmo, pertencem à Lei de Moisés, como vemos em Deuteronômio 6,5 e Levítico 19,18, e todos nós concordamos que ainda temos que cumprir esse mandamentos. Aliás, não só estes, mas também não matar, não furtar, não cometer adultério e muitos outros presentes no Novo Testamento pertencem à Lei de Moisés, e ainda devemos cumpri-los.

Segundo: existem mandamentos na Lei de Moisés que não estão no Novo Testamento, mas precisamos sem dúvida cumpri-los, como, por exemplo, os seguintes:

- Pelos mortos, não faça cortes em sua pele (Levítico 19,28).

- Não pratique nenhuma espécie de comunicação com mortos ou outros espíritos, e nem consulte aqueles que praticam essas coisas (Deuteronômio 18,10-11.14).

Não tenha relações sexuais durante o período menstrual (Levítico 18,19).

Terceiro: o próprio apóstolo Paulo disse em 2 Timóteo 3,15-17 que as Escrituras Sagradas (os textos do Velho Testamento) são capazes de nos tornar sábios para a salvação e são úteis para nos ensinar, para nos repreender e para nos instruir no caminho da justiça. Se a Lei do Velho Testamento tivesse sido realmente abolida, ela não serviria para nos ensinar mais nada.

Quarto: na passagem de Atos 15,19-21 os apóstolos determinaram que os homens não judeus convertidos ao cristianismo deveriam inicialmente cumprir alguns mandamentos da Lei de Moisés, e eles justificaram dizendo que Moisés tinha em cada cidade quem o pregava e ele era lido nas sinagogas a cada sábado. Essa passagem quis dizer que, como Moisés tinha em cada cidade quem o pregava e ele era lido nas sinagogas a cada sábado, os não judeus convertidos poderiam aprender os outros mandamentos que eles precisariam cumprir, do Velho Testamento, ouvindo os pregadores de Moisés.

Conclusão

Como Jesus bem explicou em Mateus 5,17-19, a Lei de Moisés não foi abolida e continuará valendo enquanto durarem os céus e a terra e até que tudo seja cumprido. E conforme vimos em Atos 15,19-21, somente os judeus têm obrigação de cumprir toda a Lei de Moisés. Nós cristãos não judeus temos que cumpri-la parcialmente, pois nem todos os mandamentos se aplicam a nós (cf. Atos 15,28-29).

No artigo "Os mandamentos que devemos cumprir segundo a Bíblia" você encontra a lista completa com todos os mandamentos que devemos cumprir hoje em dia.

E você? Já sabia que a Lei de Moisés não foi abolida? Deixe seu comentário abaixo. Terei prazer em respondê-lo.

Quer aprender mais sobre a Bíblia? Inscreva-se e receba os novos artigos diretamente no seu e-mail! Você precisará clicar no link que será enviado para seu e-mail para ativar sua inscrição.

Comentários

  1. João 14:15
    Se me amardes, obedecereis aos meus mandamentos.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pois é, anônimo, muitas pessoas dizem que amam a Deus, mas quantas delas realmente o amam?

      Excluir
    2. esse versiculo citado se me amardes guardareis os meus mandamentos não está se referindo aos mandamentos q fora, dados a moisés no monte sinai e sim dos mandamentos q Jesus ordenou q guardassemos q ele disse e o meu mandamento é este amaras a Deus de todo o coração eo proximo como a ti mesmo!

      Excluir
    3. Então anônimo, os mandamentos de amar a Deus com todo o coração e ao próximo como a si mesmo pertencem à lei de Moisés, como vemos em Deuteronômio 6,5 e Levítico 19,18.

      Excluir
    4. Interessante essa teoria, mas o que dizer sobre 2 Coríntios 3:14 e Hebreus 7:18? Se contradiz então? Explicação sua que ficou no vácuo.

      Excluir
    5. William, sobre a passagem de 2 Coríntios 3,14, eu já expliquei em um comentário anterior que as melhores versões da Bíblia a traduzem da seguinte maneira: "Mas seus espíritos se obscureceram. Sim; até hoje, quando leem o Antigo Testamento, este mesmo véu permanece. Não é retirado, porque é em Cristo que ele desaparece" (Bíblia de Jerusalém). O texto original não diz que o Velho Testamento foi abolido. Quanto a Hebreus 7,18, vale a mesma explicação que apresentei às passagens de Efésios 2,11-15 e Colossenses 2,14-16. O que a Bíblia quis dizer nessas passagens é que Jesus aboliu para os não judeus a obrigação de cumprir toda a Lei de Moisés. E lembre-se: se essas passagens que você citou quisessem realmente dizer que a Lei foi abolida, por que vários judeus e o próprio apóstolo Paulo continuaram cumprindo a Lei mesmo após a morte de Jesus como provei no artigo?

      Excluir
  2. Sim... mas porque os judeus tem que continuar guardando as leis abolidas ? isso è inportante pra salvacao deles ou è mesmo pelo lado cultural?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Patricia, é porque isso é muito importante para a salvação deles, afinal, Jesus disse que nenhuma parte da Lei seria abolida, e ele estava falando para os judeus. E como escrevi neste artigo, uma prova de que os judeus ainda precisam guardar todas as leis possíveis de se cumprir é a passagem de Atos 21,18-25, na qual vemos claramente que o próprio apóstolo Paulo e os outros judeus que creram em Jesus continuaram cumprindo a Lei de Moisés.

      Excluir
    2. Não estamos mais embaixo da maldição da lei, mas no novo testamento as leis são mantidas pelo novo mandamento de Jesus, do amor a Deus e ao próximo, sendo assim cumpre as leis do não adulterar, não matar, etc. A única que não se repete e a do sábado e todos são iguais para Deus, não há mais servo nem macho ou fêmea, nem judeus. Todos são iguais. A graça é para todos, não é diferente para judeus convertidos. Não confunda as coisas... Paulo cumpria a mesma lei que devemos cumprir, aquelas que dizem sobre amar ao próximo e a Deus. Repito não é diferente para Judeus e gentios. Galatas 3:28 está escrito: não há judeu nem grego, escravo ou livre, homem ou mulher; porque todos vós sois um em Cristo Jesus. Provado na Palavra.

      Excluir
    3. Unknown, você ignorou e não explicou nenhuma das passagens que citei e que provam que a Lei de Moisés não foi abolida. Tente me explicar pelo menos a passagem de Atos 21,18-25, a qual prova claramente que o próprio apóstolo Paulo e os outros judeus que creram em Jesus continuaram a cumprir a Lei de Moisés, o que indica com clareza que a Lei não foi abolida. Espero sua resposta.

      Excluir
  3. E o dízimo foi abolido?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Então anônimo, nenhuma lei foi abolida, nem mesmo a do dízimo, pois como o próprio Senhor Jesus disse: "enquanto existirem céus e terra, de forma alguma desaparecerá da Lei a menor letra ou o menor traço, até que tudo se cumpra". Jesus aboliu somente para os não judeus a obrigação de cumprir toda a lei de Moisés. Os cristãos que não são judeus não precisam dar o dízimo. Já os judeus devem dar o dízimo, pois eles ainda precisam cumprir toda a lei do Velho Testamento, conforme você pode ver em Atos 21,18-25. Para mais informações, leia o seguinte link:

      http://www.ensinamentosdabiblia.com/2013/02/devemos-dar-o-dizimo.html

      Fique com Deus!

      Excluir
  4. Mais os judeus dao o dizimo das primicias como ta escrito na biblia ne?? Pq dizimo em dinheiro nao existe n biblia

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Cícero, como não existe mais o templo de Deus e nem os levitas, que eram as pessoas designadas por Deus para receberem os dízimos, os judeus de hoje dão dízimo em dinheiro e para os pobres. Eles fazem caridade com os 10% de suas rendas. Alguns até dão mais. Os judeus conhecem a lei muito mais do que a gente, eles têm vantagem sobre nós, porque a palavra de Deus foi confiada a eles (conforme Romanos 3,1-2). Se eles dão o dízimo em dinheiro, eles sabem o que estão fazendo, e eles se apoiam na lei para fazer isso. Mas o dízimo em dinheiro tal como é cobrado nas igrejas de hoje estão totalmente em desacordo com a Bíblia. Nós cristãos não precisamos dar o dízimo, e eu falou sobre isso com mais detalhes no seguinte link:

      http://www.ensinamentosdabiblia.com/2013/02/devemos-dar-o-dizimo.html

      Que Deus esteja com você.

      Excluir
  5. Amém meu amigo , vou da uma lida la, que nosso senhor Deus esteja contigo tambem ! Abraço.

    ResponderExcluir
  6. Os ensinamentos do Levítico devem ser todos seguidos?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Só os judeus devem seguir todos. Nós, cristãos não judeus, devemos seguir alguns.

      Excluir
    2. kkkkkkkkkkkkkkkkkk aquele que nao cumpre a lei toda é maldito galatas 3: 10 e 11 e 12

      Excluir
    3. Unknown, você não entendeu meu artigo. A maldição lançada nessa passagem é direcionada a todos aqueles que têm a obrigação de cumprir toda a Lei de Moisés. Nós cristãos não judeus não temos essa obrigação conforme provei no artigo, mas de qualquer forma nós também seremos condenados e declarados como malditos no Julgamento Final caso não cumpramos os mandamentos da Lei que os apóstolos determinaram que devemos cumprir, veja:

      "Então dirá também aos que estiverem à sua esquerda: Apartai-vos de mim, malditos, para o fogo eterno, preparado para o diabo e seus anjos" (Mateus 25,41; Almeida Corrigida e Fiel).

      Excluir
  7. ÓTIMA EXPLICAÇÃO MEU IRMÃO, QUE DEUS POSSA CONTINUAR TE USANDO. MAS SÓ QUERO PEDIR A ATENÇÃO DO IRMÃO QUE ESSA LEI QUE PAULO DIZ PARA GUARDARMOS, NÃO É A LEI DE MOISÉS E SIM A LEI DE DEUS QUE É OS 10 MANDAMENTOS QUE ESTÁ EM ÊXODO 20 E QUE FOI ESCRITA EM TÁBUAS DE PEDRA PELO PRÓPRIO DEUS QUE ESTÁ EM ÊXODO 31:18. E A LEI QUE PAULO FALA NO LIVRO DE GÁLATAS É A LEI DE MOISÉS ESCRITO EM UM LIVRO QUE CONFIRMA EM DEUTERONÔMIO 31:24. ESTE SEU ARTIGO ME AJUDOU MUITO E QUE ACRESCENTOU MAIS A PALAVRA DE DEUS EM MINHA MENTE DE FORMA MAIS CLARA. GRATO!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigado Valdison, e fico feliz que meu artigo tenha lhe ajudado. Então, o apóstolo Paulo disse que as sagradas escrituras são uma fonte de ensinamento para nós. Ele estava se referindo a todos os ensinamentos do Velho Testamento, o que envolvia aqueles presentes nas histórias e também aqueles presentes não só nos 10 mandamentos, mas também em vários outros mandamentos. Quê Deus abençoe você e sua família.

      Excluir
  8. Carissimo boa tarde, Hebreus 2.2 Porque, se a mensagem transmitida por anjos provou a sua firmeza e toda transgressão e desobediência recebeu a devida punição.(velha aliança)
    Com isto quero eu saber a que propriamente paulo se referia.

    Aos mandamentos de moises ou aos mandamentos de Deus?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, Paulo se referia aos mandamentos de Deus. Na verdade, toda a lei era chamada de Moisés, e toda lei era na verdade vinda de Deus, o qual passou os mandamentos para Moisés dar ao povo.

      Excluir
  9. Ola! Vc poderia me explica porque não podemos comer carne de porco ou de qualquer outro animal quando em marcos 7,14-23 diz que não é o que a gente come que nos torna impuro mas se o que sai da boca.A mesma coisa é falada em atos dos apostolos 10,9-16 que fala da visão que pedro teve dizendo chamando impuro o que Deus purificou; nessas duas passagens fica claro que assim Jesus declarava que todos os alimentos eram puros.estou anssiosamente esperando sua resposta obrigado!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. No link abaixo eu explico com detalhes por que não podemos comer carne de porco e ainda mostro que esses textos que você citou não liberam de maneira nenhuma o consumo de animais impuros para o povo de Deus, veja:

      http://www.ensinamentosdabiblia.com/2013/03/pecado-comer-carne-de-porco.html

      Excluir
  10. Mas seus sentidos Foram endurecido:
    Porque at hoje o mesmo véu esta por levantar na lição do velho testamento, o qual foi por cristo abolido.(2 cor 3:14)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Em primeiro lugar, essa tradução que você apresentou para essa passagem não é a mais aceita. As melhores versões da Bíblia traduzem de forma diferente, veja:

      "Mas seus espíritos se obscureceram. Sim; até hoje, quando leem o Antigo Testamento, este mesmo véu permanece. Não é retirado, porque é em Cristo que ele desaparece" (2 Coríntios 3,14; Bíblia de Jerusalém).

      Em segundo lugar, o Velho Testamento não foi abolidado conforme provei no presente artigo. Você está ignorando tudo que expliquei aqui. Se você conseguir refutar cada argumento que mostrei, aí eu concordarei com você. O próprio Jesus deixou bem claro que ele não veio abolir a Lei e os profetas:

      "Não pensem que vim abolir a Lei ou os Profetas; não vim abolir, mas cumprir. Digo-lhes a verdade: Enquanto existirem céus e terra, de forma alguma desaparecerá da Lei a menor letra ou o menor traço, até que tudo se cumpra. Todo aquele que desobedecer a um desses mandamentos, ainda que dos menores, e ensinar os outros a fazerem o mesmo, será chamado menor no Reino dos céus; mas todo aquele que praticar e ensinar estes mandamentos será chamado grande no Reino dos céus" (Nova Versão Internacional; Mateus 5,17-19).

      Excluir
  11. É certo que Cristo veio para cumprir a lei, ele foi o único que cumpriu a lei na só que a lei terminou com ele...
    Romanos 10:4
    Porque o fim da lei é Cristo para justiça de todo que nele Crê..

    Hebreus 7:12- porque, mudando-se o sacerdócio, necessariamente se faz, também, mudança da lei

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Essas passagens que você citou de maneira nenhuma querem dizer que a lei do Velho Testamento foi abolida. Já expliquei a interpretação correta desse tipo de passagem neste artigo. Basta você ler novamente com a mente aberta. Conforme você pode ver em Atos 21,18-25, o apóstolo Paulo e todos os outros judeus que acreditaram em Jesus continuaram a cumprir fielmente a lei do Velho Testamento. Se essa lei foi abolida, por que eles continuaram a cumpri-la? Nós cristãos não judeus é que não temos que cumprir essa lei em sua totalidade, essa obrigação foi abolida para nós.

      Excluir
    2. Cristo aboliu a Lei de Levítico. Estamos sobre uma nova aliança, Cristo é a verdade,não tem necessidade de ficar preso a lei de Levítico. Os mandamentos do Velho Testamento que forem compatíveis com os de Cristo devem ser seguidos, pois com a Nova Aliança, é Cristo que tomamos como referência. Se for seguir a lei de Levítico, ou é tudo ou nada, não faz sentido seguir só uma parte. Já os 10 mandamentos de Deus são anteriores a Lei de Levítico, eles podem estar na Lei de Levítico, mas não pertencem a ela, portanto devem ser cumpridos. A nova Lei se resume em amar o próximo como a si mesmo, e quem ama o próximo como a si mesmo tem cumprido a Lei Gálatas 5:14 / Romanos 13:8-10. E Cristo veio libertar todo mundo, portanto, os judeus que aceitam Cristo e tomam conhecimento da verdade também estão libertos da lei de Levítico, se estão presos a lei de Levítico é porque ainda não tem conhecimento da verdade, Cristo.

      Excluir
    3. Cristiane, você está completamente enganada. Tudo o que você falou eu já desmenti neste artigo. Não basta apenas afirmar algo, você tem que provar através da Bíblia que você está certa. Ou você não leu o artigo inteiro ou simplesmente ignorou os argumentos que mostrei.

      - Quando você segue os mandamentos do Novo Testamento que são compatíveis com os da lei de Moisés, você, querendo ou não, está cumprindo uma parte da lei de Moisés, sendo que você mesma disse que não faz sentido seguir apenas uma parte da lei. Além disso, o Novo Testamento não nos deu nenhum mandamento contra, por exemplo, consultar os mortos. E você acha que por isso podemos consultar os mortos? Se você acha que não, você está concordando que devemos seguir uma parte da lei de Moisés, pois o mandamento que proíbe a comunicação com os mortos pertence à lei de Moisés​, conforme Deuteronômio 18,10-11.14. Mas se você acha que sim, você está aprovando a prática do espiritismo.

      - De onde você tirou a informação de que os 10 mandamentos são anteriores à lei de Moisés e que eles não pertencem a ela? Mostre-me a passagem que prova isso.

      - O próprio Jesus disse em Mateus 22,34-40 que o mandamento mais importante que existe não é amar o próximo como a si mesmo, mas sim amar a Deus sobre todas as coisas. E isso significa cumprir também os mandamentos que não envolvem o amor ao próximo, tais como não blasfemar contra Deus, não praticar magia, não tentar se comunicar com os mortos e vários outros mandamentos que pertencem à lei de Moisés. Amar o próximo como a si mesmo é o segundo mandamento mais importante que existe.

      - E o que você tem a dizer sobre a passagem de Atos 21,18-25? Ela prova claramente que o próprio apóstolo Paulo e os outros judeus que creram em Jesus continuaram cumprindo a Lei de Moisés.

      Portanto Cristiane, pare de ir pela cabeça de seus pastores e pense conforme a verdade das escrituras.

      Excluir
    4. Cuidado, na Bíblia tbm nos diz e é novo testamento: não há judeu nem grego, escravo ou livre, homem ou mulher; porque todos vós sois um em Cristo Jesus. em galatas. Paulo seguiu sim a lei que Jesus reafirmou dizendo UM Novo mandamento vos dou, lembra ? Amar a Deus e ao próximo que mantém o fato de não matar, não adúlterar, etc. cuidado com o que ensina, Judeus convertidos são iguais a qualquer um que aceita a Jesus, em nenhum lugar da Bíblia diz que seriam diferentes como já citei em galatas acima.
      Tenha temor de não ensinar errado pois dará cinta a Deus pelos que ensinou errado. Pensa antes de responder. E usei o nome de minha filha portanto nem vou ler mais, desculpa.

      Excluir
    5. Psico Pp, vou dar a você a mesma resposta que lhe dei num comentário anterior. Você ignorou e não explicou nenhuma das passagens que citei e que provam que a Lei de Moisés não foi abolida. Tente me explicar pelo menos a passagem de Atos 21,18-25, a qual prova claramente que o próprio apóstolo Paulo e os outros judeus que creram em Jesus continuaram a cumprir a Lei de Moisés, o que indica com clareza que a Lei não foi abolida. Espero sua resposta.

      Excluir
  12. É isso aí Bruno, concordo com vc plenamente, pois se a lei estivesse sido abolida então poderíamos matar, adulterar, levantar falso testumunho, e a passagem em (Matheus5-17,19) explica muito bem, só quem não quer acreditar que fica falando o que os pastores que infelizmente ensinam as escrituras erradas, pois existe uma grande "politica" de ensinar o que os fiéis querem ouvir do que o os fiéis devem ouvir e seguir. Um forte abraço. Amém.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. William, é isso aí, que bom que você concorda, a maioria das pessoas não concorda e acaba desobedecendo vários mandamentos de Deus. Abraço! Que Deus abençoe você e sua família!

      Excluir
  13. uma coisa não me pareceu fazer sentido: o fato de os judeus terem que guardar toda a Lei de Moisés, e nós cristãos, somente algumas partes. não faz sentido que Deus queira que os judeus cumprissem a lei de forma diferente. concordo que a Lei não foi abolida, pois ela é uma Lei moral, na qual se baseiam todos os ensinamentos de Jesus, e Ele não veio para abolí-la, mas para trazer salvação através de Seu sacrifício, e não pelo cumprimento dela. mas, através de Seu sacrifício não libertou Ele também os judeus daquelas Leis impostas ao povo de Israel, exceto os 10 mandamentos? por que razão deveriam eles cumprirem Leis diferentes das nossas até hoje?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Anônimo, se Jesus tivesse libertado os judeus da obrigação de cumprir toda a Lei de Moisés, os judeus não teriam continuado a cumpri-la como vimos em Atos 21,18-25. Eles cumprem toda a Lei porque ela nunca foi abolida, e nós cristãos não judeus cumprimos parte dela porque os apóstolos e o Espírito Santo decidiram assim. O sacrifício de Jesus serviu para dar a nós cristãos não judeus e também aos próprios judeus um novo meio de salvação e justificação, que se realiza através da nossa fé em Jesus. Mesmo assim, como o próprio Jesus disse, a Lei não será abolida enquanto existirem céus e terra e nós precisamos cumpri-la e ensinar os outros a cumpri-la também.

      Excluir
  14. na minha opinião a lei não foi abolida MAS NÃO VIVEMOS MAS DEBAIXO DO SEU JUGO POIS TEMOS NOSSA CONCIENCIA EO ESPIRITO SANTO PARA NOS ORIENTAR NÃO QUARDO O SABADO E NEM BEBO SANQUE DE ANIMAL MAS SIRVO O SENHOR JESUS DE TODO MEU CORAÇÃO E ACREDITO QUE ELE EO FILHO DO DEUS VIVO.
    OBRIGADO MEU AMIGO PELO ARTIGO QUE DEUS TE ABENÇÕES EM NOME DO SENHOR JESUS CRISTO UNICO E VERDADEIRO...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. De nada Erasmo, que Deus abençoe você e sua família!

      Excluir

Postar um comentário



Os autores dos comentários são os responsáveis por suas opiniões, e elas não representam necessariamente a opinião deste blog. Não serão publicados comentários que:

- contenham trechos copiados de outros sites.
- não tenham relação com o artigo.
- sejam incompreensíveis.
- contenham palavrões, xingamentos ou blasfêmias contra Deus.

Se quiser fazer uma pergunta ou comentário sobre outro assunto, acesse o menu no topo da página.

Artigos mais lidos deste blog

Deus castiga?

Um grande engano de muitas pessoas é achar que Deus não castiga ninguém. Essas pessoas alegam que Deus não castiga porque ele é amor, e que na verdade tudo de ruim que acontece com as pessoas são consequências lógicas de suas más ações.
Elas explicam que muitas pessoas adquirem câncer porque fumam muito, outras adquirem várias doenças porque se alimentam mal, outras sofrem acidentes porque se arriscam desnecessariamente, ou seja, não é Deus que está castigando essas pessoas, mas elas mesmas cometem maus atos que causam essas coisas ruins a elas.
É verdade que muitas coisas ruins que acontecem com as pessoas são consequências lógicas de suas más ações, mas, de qualquer maneira, Deus permite que essas pessoas sofram essas consequências, e só essa permissão já pode ser considerada um castigo dele, pois ele poderia livrá-las dessas consequências.
Além disso, muitas coisas ruins que acontecem com as pessoas não são consequências lógicas de suas más ações. Por exemplo: uma pessoa está andando…

É pecado comer carne de porco?

A Bíblia diz que é pecado comer carne de porco. Aliás, não só porco, mas também camarão, lagosta, lula, ostra e qualquer um dos outros seres vivos citados na passagens bíblicas de Levítico 11 e Deuteronômio 14 como seres que não devemos comer. Veja um dos trechos que nos proíbem de comer carne de porco:
"Tereis com impuro o porco porque, apesar de ter o casco fendido, partido e duas unhas, não rumina. Não comereis da carne deles nem tocareis o seu cadáver, e vós os tereis como impuros" (Levítico 11,7-8; Bíblia de Jerusalém. A mesma proibição encontra-se também em Deuteronômio 14,8). 
Além de a Bíblia proibir o consumo da carne de porco na passagem que acabei de citar, a seguinte passagem também deixa claro que Deus detesta que as pessoas comam carne de porco:
"Estendi as minhas mãos o dia todo a um povo rebelde, que anda por caminho, que não é bom, após os seus pensamentos; povo que de contínuo me irrita diante da minha face, sacrificando em jardins e queimando incenso sob…