Pular para o conteúdo principal

O inferno existe?


o inferno existe biblia

Muitas pessoas não acreditam no inferno. Outras acreditam e morrem de medo de ir para lá. Em geral, os que não acreditam alegam que Deus é amor, e que por isso ele não criaria um lugar de tormento para nenhum ser humano, e que ninguém vai para um inferno após a morte e nem após o julgamento final porque, ao morrer, as pessoas entram em um sono profundo, que durará até o momento da ressurreição, na qual os maus serão julgados e condenados à destruição instantânea, e não a um lugar infernal. No entanto, essas pessoas se esquecem de que além de amor, Deus é justiça.

A Bíblia dá a entender que assim que os maus morrem, eles são levados a uma prisão infernal para esperarem o julgamento (Lucas 16,19-31; 1 Pedro 3,18-20; 2 Pedro 2,4.9), e depois, quando forem condenados, serão lançados numa fornalha de fogo, onde haverá pranto e ranger de dentes (Mateus 5,29-30; 10,28; 13,40-42.49-50; 18,9; 23,33; 25,41.46; Marcos 9,43.45; Lucas 12,5; 2 Tessalonicenses 1,6-9; Hebreus 10,26-27; Apocalipse 14,9-11; 20,15; 21,8). Veja a seguir algumas dessas passagens:

"Chegou o dia em que o mendigo morreu, e os anjos o levaram para junto de Abraão. O rico também morreu e foi sepultado. No Hades, onde estava sendo atormentado, ele olhou para cima e viu Abraão de longe, com Lázaro ao seu lado. Então, chamou-o: 'Pai Abraão, tem misericórdia de mim e manda que Lázaro molhe a ponta do dedo na água e refresque a minha língua, porque estou sofrendo muito neste fogo" (Lucas 16,22-24; Nova Versão Internacional).

"Assim como o joio é colhido e queimado no fogo, assim será na consumação deste mundo. Mandará o Filho do homem os seus anjos, e eles colherão do seu reino tudo o que causa escândalo, e os que cometem iniqüidade. E lançá-los-ão na fornalha de fogo; ali haverá pranto e ranger de dentes" (Mateus 13,40-42; Almeida Corrigida e Revisada Fiel). 

Mas será que os injustos queimarão nessa fornalha de fogo eternamente? Muito provavelmente não. Não parece ser justa a ideia de Deus condenar uma pessoa a um sofrimento eterno, por mais que ela tenha sido má durante toda a sua vida. Contudo, alguns textos que citei falam claramente sobre punição eterna, fogo eterno, tormentos que durarão para sempre. Então, como interpretar isso?

Muitas vezes, quando a Bíblia chama algo de eterno ou diz que algo durará para sempre, ela simplesmente quer dizer que essa coisa terá efeitos permanentes, mas será temporária. Por exemplo, na passagem de Hebreus 6,2 vemos o termo “julgamento eterno”, mas isso não quer dizer que o julgamento durará eternamente, e sim que suas sentenças serão mantidas eternamente. Em Judas 7 lemos que Sodoma e Gomorra e outras cidades vizinhas receberam a pena do “fogo eterno”. Como todos sabemos, esse fogo durou apenas por algum tempo, até que os homens das cidades fossem todos destruídos. Essas pessoas não estão queimando até hoje nessas regiões. Em Isaías 34,8-10 é dito que a cidade de Edom seria destruída, e que a fumaça de sua destruição subiria para sempre. Essa cidade realmente foi destruída, mas a fumaça de sua destruição certamente não está subindo até hoje. Portanto, as passagens bíblicas que dão a entender que a punição no inferno será eterna querem dizer que ela terá um efeito eterno, ou seja, ela destruirá para sempre os maus.

Vários textos comprovam que os maus serão destruídos para sempre, e não que sofrerão para sempre (Salmos 92,7; 145,20; Mateus 10,28; 1 Tessalonicenses 5,2-3; 2 Tessalonicenses 1,9; 2 Pedro 3,7).

O texto de Isaías 66,22-24 mostra que no fim dos tempos os maus serão apenas cadáveres, e não pessoas vivas queimando eternamente.

Os textos de Mateus 5,21-26 e 18,21-35 dão a entender que assim como várias pessoas más que são condenadas aqui na Terra ficam presas somente até pagarem toda sua pena, Deus também fará com que os injustos condenados fiquem presos somente até pagarem toda sua dívida com ele. Depois, como já vimos, eles serão destruídos.

Cada condenado terá uma pena diferente, proporcional à sua maldade (Mateus 11,21-24; Lucas 12,47-48; Mateus 16,27).

Em Lucas 16,19-31 Jesus contou uma parábola de um homem que foi para o inferno assim que morreu. Se o inferno e situações como as narradas nessa parábola realmente existem, temos uma interessante explicação sobre a prisão no inferno após a morte. 

Sabemos que no centro da terra há um lugar muito quente, com muito fogo e enxofre, um lugar realmente infernal para um ser vivo. É possível que o inferno se localize nessa região, principalmente se interpretarmos de forma literal a profecia de Apocalipse 9,1-11. Essa profecia diz que no fim dos tempos o poço do abismo que fica aqui na Terra será aberto, e de lá sairão seres aterrorizantes que atormentarão as pessoas más. A passagem ainda revela que esses seres têm um rei, o anjo do abismo, cujo nome, em hebraico, é Abadom, e em grego, Apoliom.

Em Lucas 8,30-31 vemos que vários demônios rogaram a Jesus para que ele não os mandasse para o abismo, o que indica que o lugar deve ser horrível.

Lembre-se: você pode morrer a qualquer momento. Enquanto você está com vida, você está tendo a chance de se arrepender e começar a viver conforme os mandamentos de Deus e assim ir para o paraíso, mas se você continuar pecando e de repente morrer ou Jesus chegar para o julgamento, você não escapará do inferno.

E você? Já sabia que o inferno realmente existe? Deixe seu comentário abaixo. Terei prazer em respondê-lo.

Quer aprender mais sobre a Bíblia? Inscreva-se e receba os novos artigos diretamente no seu e-mail! Você precisará clicar no link que será enviado para seu e-mail para ativar sua inscrição.

Comentários

  1. Tenho uma dúvida as pessoas que morreram e foram para o inferno podem voltar para a terra e se tornar demonios,por que eu li sobre algumas passagens sobre uma mulher chamada Jezabel casada com o rei Acabe que seguia Baal,massacrou os profetas de Deus fazendo cultos a baal e Aserá a disputa entre Elias com os sacrifícios no monte carmelo dentre outras maldades ela tambem e mencionada no novo testamento em apocalipse 2,20 a carta de tiatira:reprovo-te ,contudo,pois deixa em paz Jezabel ,esta mulher que se afirma profetisa;ela ensina e seduz meus servos a se prostituirem,comendo das carnes sacrificadas aos ídolos.Ela poderia ser a antiga rainha? E mais uma pergunta qual sera o próximo assunto dos seus artigos.Abraços.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Anônimo, a Bíblia não revela se alguém que foi para o inferno pode acabar se tornando um demônio, mas na parábola do rico e o Lázaro, o trecho de Lucas 16,26 dá a entender que não é possível sair do inferno enquanto se está lá. A Jezabel mencionada no Novo Testamento não é a mesma do Velho Testamento. Trata-se apenas de uma coincidência, duas pessoas ruins com o mesmo nome. Meu próximo artigo falará sobre a homossexualidade. Fique com Deus!

      Excluir
  2. Parabéns pelo blog realmente seu artigo esclareceu muito as dúvidas de várias pessoas,mas Bruno tenho uma pergunta existe o purgatório? Consta na bíblia? Se uma pessoa que foi relativamente boa na sua vida e cometeu algum pecado muito grave contra Deus e contra os homens ela pode ir parar no purgatório para pagar seus pecados ou ficar no purgatório para sempre?Agradeço sua atenção.Pedro

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigado Pedro por apreciar o artigo, a Bíblia não diz nada sobre purgatório, ela apenas fala sobre o inferno e o paraíso, como vimos na parábola do rico e o Lázaro. Portanto, o purgatório não deve existir.

      Excluir

Postar um comentário



Os autores dos comentários são os responsáveis por suas opiniões, e elas não representam necessariamente a opinião deste blog. Não serão publicados comentários que:

- contenham trechos copiados de outros sites.
- não tenham relação com o artigo.
- sejam incompreensíveis.
- contenham palavrões, xingamentos ou blasfêmias contra Deus.

Se quiser fazer uma pergunta ou comentário sobre outro assunto, acesse o menu no topo da página.

Artigos mais lidos deste blog

Deus castiga?

Um grande engano de muitas pessoas é achar que Deus não castiga ninguém. Essas pessoas alegam que Deus não castiga porque ele é amor, e que na verdade tudo de ruim que acontece com as pessoas são consequências lógicas de suas más ações.
Elas explicam que muitas pessoas adquirem câncer porque fumam muito, outras adquirem várias doenças porque se alimentam mal, outras sofrem acidentes porque se arriscam desnecessariamente, ou seja, não é Deus que está castigando essas pessoas, mas elas mesmas cometem maus atos que causam essas coisas ruins a elas.
É verdade que muitas coisas ruins que acontecem com as pessoas são consequências lógicas de suas más ações, mas, de qualquer maneira, Deus permite que essas pessoas sofram essas consequências, e só essa permissão já pode ser considerada um castigo dele, pois ele poderia livrá-las dessas consequências.
Além disso, muitas coisas ruins que acontecem com as pessoas não são consequências lógicas de suas más ações. Por exemplo: uma pessoa está andando…

É pecado comer carne de porco?

A Bíblia diz que é pecado comer carne de porco. Aliás, não só porco, mas também camarão, lagosta, lula, ostra e qualquer um dos outros seres vivos citados na passagens bíblicas de Levítico 11 e Deuteronômio 14 como seres que não devemos comer. Veja um dos trechos que nos proíbem de comer carne de porco:
"Tereis com impuro o porco porque, apesar de ter o casco fendido, partido e duas unhas, não rumina. Não comereis da carne deles nem tocareis o seu cadáver, e vós os tereis como impuros" (Levítico 11,7-8; Bíblia de Jerusalém. A mesma proibição encontra-se também em Deuteronômio 14,8). 
Além de a Bíblia proibir o consumo da carne de porco na passagem que acabei de citar, a seguinte passagem também deixa claro que Deus detesta que as pessoas comam carne de porco:
"Estendi as minhas mãos o dia todo a um povo rebelde, que anda por caminho, que não é bom, após os seus pensamentos; povo que de contínuo me irrita diante da minha face, sacrificando em jardins e queimando incenso sob…

A Lei do Velho Testamento foi abolida?

Muitas pessoas alegam que não precisamos cumprir mais nada da Lei de Moisés, e que só devemos cumprir o que está no Novo Testamento, porque, segundo elas, Jesus aboliu a Lei de Moisés. No entanto, eu vou mostrar neste artigo que não é bem isso o que a Bíblia diz.
Essas pessoas se apoiam principalmente nas seguintes passagens escritas pelo apóstolo Paulo:
"Portanto, lembrai-vos de que vós noutro tempo éreis gentios na carne, e chamados incircuncisão pelos que na carne se chamam circuncisão feita pela mão dos homens; que naquele tempo estáveis sem Cristo, separados da comunidade de Israel, e estranhos às alianças da promessa, não tendo esperança, e sem Deus no mundo. Mas agora em Cristo Jesus, vós, que antes estáveis longe, já pelo sangue de Cristo chegastes perto. Porque ele é a nossa paz, o qual de ambos os povos fez um; e, derrubando a parede de separação que estava no meio, na sua carne desfez a inimizade, isto é, a lei dos mandamentos, que consistia em ordenanças, para criar e…