Pular para o conteúdo principal

É pecado jogar jogos violentos de videogame?


Patrik Degerman Patchen22

O videogame é uma das formas de entretenimento mais amadas do mundo. Crianças, jovens, adultos e até mesmo pessoas da terceira idade passam horas se entretendo com diversos jogos. Mas o que será que Deus acha dos jogos que contêm violência?

Nos tempos bíblicos não havia videogame, por isso a Bíblia não diz nada sobre o assunto. Mas apesar de a Bíblia condenar a violência, isso não significa necessariamente que Deus condene jogos violentos de videogame.

O que precisamos ter em mente é que esses jogos são apenas uma brincadeira, um passatempo. Nós não estamos praticando violência contra ninguém ao jogá-los.

Além disso, o fato de uma determinada coisa conter violência não significa necessariamente que seja pecado uma pessoa se entreter com ela. Vários livros, filmes e programas de televisão, por exemplo, contêm violência, mas o intuito deles é informar, divertir e entreter. A própria Bíblia contém muitas histórias de violência, e nenhum cristão acha pecado ler a Bíblia por causa disso. O mesmo ocorre com os jogos violentos de videogame, o propósito deles é unicamente divertir os jogadores.

Alguns podem alegar que esses jogos podem ser uma má influência para alguns jogadores, os quais podem acabar se tornando pessoas violentas na vida real. Isso é verdade, mas isso não torna pecaminoso o ato de jogar. A única recomendação é que essas pessoas evitem esse tipo de jogo ou aprendam a não se deixar influenciar pela violência do jogo.

Além do mais, são poucos os jogadores que acabam se tornando pessoas violentas por causa desses jogos. Eu mesmo já joguei muitos jogos violentos e nem por isso me tornei uma pessoa violenta. 

Segundo uma publicação de outubro de 2010* da escola de medicina da universidade de Harvard, diversos pesquisadores concluíram que a maioria dos jovens não é afetada pelos jogos violentos de videogame. Ainda segundo a publicação, dados de agências federais de justiça criminal mostram que crimes violentos entre jovens têm diminuído desde 1996, enquanto a venda de videogames tem aumentado desde então.

* Harvard Pediatria. 2010. “Violent Video Games and Young People.” Harvard Mental Health Letter, Outubro. http://www.health.harvard.edu/newsletter_article/violent-video-games-and-young-people

Conclusão

Não é pecado jogar jogos violentos de videogame. A única condição é que você não se deixe influenciar pelos atos praticados nesses jogos, e nem fique viciado em jogá-los.

E você? Já conhecia essa abordagem bíblica sobre os jogos violentos? Deixe seu comentário abaixo. Terei prazer em respondê-lo.

Quer aprender mais sobre a Bíblia? Inscreva-se e receba os novos artigos diretamente no seu e-mail! Você precisará clicar no link que será enviado para seu e-mail para ativar sua inscrição.

Comentários

  1. Muito bom amigo sempre fico pensando que estou pecando mas li esse post e agradeço por tirar esse peso da minha consciência

    ResponderExcluir
  2. Olá Bruno! Obrigada por debater o assunto; tenho refletido sobre o assunto, pois meu filho de 12 anos tem jogado um jogo de guerra, em que há muitos tiros, com classificação para 14 anos. Não tenho me agradado muito disso, especialmente se considerarmos Filipenses 4:8. Obrigada!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. De nada Ana. Se seu filho não está se deixando influenciar pela violência do jogo, fique tranquila, não há problema. Filipenses 4,8 não está condenando o ato de pensarmos em coisas ruins, como violência, por exemplo. Se assim fosse, não poderíamos pensar nas maldades e em toda violência contadas na Bíblia. A passagem de Filipenses 4,8 apenas nos aconselha a focar em coisas boas, sem nos proibir de pensar nas coisas ruins do mundo, ou ver cenas de violência. Que Deus abençoe você e sua família.

      Excluir
  3. Obrigado irmão por ter retirado minhas dúvidas! Deus te abençoe.

    ResponderExcluir
  4. Então o ideal pra não ficar viciado, seria quantos dias e por quantas horas de jogo

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Você pode procurar na internet respostas de especialistas, mas tem que ser uma quantidade de horas que não impeça a pessoa de viver uma vida produtiva e agradável perante Deus. Se, por causa do videogame, o jogador deixar de fazer atividades importantes de sua vida, deixar de passar tempo com seus familiares, enfim, se ele viver quase que exclusivamente jogando, então ele está pecando e deve procurar ajuda para largar o vício.

      Excluir

Postar um comentário



Os autores dos comentários são os responsáveis por suas opiniões, e elas não representam necessariamente a opinião deste blog. Não serão publicados comentários que:

- contenham trechos copiados de outros sites.
- não tenham relação com o artigo.
- sejam incompreensíveis.
- contenham palavrões, xingamentos ou blasfêmias contra Deus.

Se quiser fazer uma pergunta ou comentário sobre outro assunto, acesse o menu no topo da página.

Artigos mais lidos deste blog

Deus castiga?

Um grande engano de muitas pessoas é achar que Deus não castiga ninguém. Essas pessoas alegam que Deus não castiga porque ele é amor, e que na verdade tudo de ruim que acontece com as pessoas são consequências lógicas de suas más ações.
Elas explicam que muitas pessoas adquirem câncer porque fumam muito, outras adquirem várias doenças porque se alimentam mal, outras sofrem acidentes porque se arriscam desnecessariamente, ou seja, não é Deus que está castigando essas pessoas, mas elas mesmas cometem maus atos que causam essas coisas ruins a elas.
É verdade que muitas coisas ruins que acontecem com as pessoas são consequências lógicas de suas más ações, mas, de qualquer maneira, Deus permite que essas pessoas sofram essas consequências, e só essa permissão já pode ser considerada um castigo dele, pois ele poderia livrá-las dessas consequências.
Além disso, muitas coisas ruins que acontecem com as pessoas não são consequências lógicas de suas más ações. Por exemplo: uma pessoa está andando…

É pecado comer carne de porco?

A Bíblia diz que é pecado comer carne de porco. Aliás, não só porco, mas também camarão, lagosta, lula, ostra e qualquer um dos outros seres vivos citados na passagens bíblicas de Levítico 11 e Deuteronômio 14 como seres que não devemos comer. Veja um dos trechos que nos proíbem de comer carne de porco:
"Tereis com impuro o porco porque, apesar de ter o casco fendido, partido e duas unhas, não rumina. Não comereis da carne deles nem tocareis o seu cadáver, e vós os tereis como impuros" (Levítico 11,7-8; Bíblia de Jerusalém. A mesma proibição encontra-se também em Deuteronômio 14,8). 
Além de a Bíblia proibir o consumo da carne de porco na passagem que acabei de citar, a seguinte passagem também deixa claro que Deus detesta que as pessoas comam carne de porco:
"Estendi as minhas mãos o dia todo a um povo rebelde, que anda por caminho, que não é bom, após os seus pensamentos; povo que de contínuo me irrita diante da minha face, sacrificando em jardins e queimando incenso sob…

A Lei do Velho Testamento foi abolida?

Muitas pessoas alegam que não precisamos cumprir mais nada da Lei de Moisés, e que só devemos cumprir o que está no Novo Testamento, porque, segundo elas, Jesus aboliu a Lei de Moisés. No entanto, eu vou mostrar neste artigo que não é bem isso o que a Bíblia diz.
Essas pessoas se apoiam principalmente nas seguintes passagens escritas pelo apóstolo Paulo:
"Portanto, lembrai-vos de que vós noutro tempo éreis gentios na carne, e chamados incircuncisão pelos que na carne se chamam circuncisão feita pela mão dos homens; que naquele tempo estáveis sem Cristo, separados da comunidade de Israel, e estranhos às alianças da promessa, não tendo esperança, e sem Deus no mundo. Mas agora em Cristo Jesus, vós, que antes estáveis longe, já pelo sangue de Cristo chegastes perto. Porque ele é a nossa paz, o qual de ambos os povos fez um; e, derrubando a parede de separação que estava no meio, na sua carne desfez a inimizade, isto é, a lei dos mandamentos, que consistia em ordenanças, para criar e…