Pular para o conteúdo principal

O pecado do adultério no pensamento


homens olhando com desejo sexual para uma mulher

O pecado do adultério começa na mente. Primeiro surge o desejo, e depois, se a pessoa não resiste a ele, o ato é concretizado. Mas poucos sabem que o simples ato de uma pessoa se imaginar cometendo adultério, mesmo que ela não concretize o ato, faz com que ela se torne adúltera.

Quem nos ensinou isso foi Jesus, veja:

"Vocês ouviram o que foi dito: 'Não adulterarás'. Mas eu lhes digo: qualquer que olhar para uma mulher para desejá-la, já cometeu adultério com ela no seu coração" (Nova Versão Internacional; Mateus 5,27-28).

O adultério no pensamento acontece quando uma pessoa casada olha com desejo sexual para qualquer pessoa que não seja seu cônjuge, ou também quando uma pessoa solteira olha com desejo sexual para uma pessoa casada. É importante ressaltar que a pessoa solteira que olha com desejo sexual para alguém que também é solteiro não está cometendo adultério no pensamento, pois nesse caso ela não está se envolvendo com alguém casado.

Todos os dias diversas pessoas ao redor do mundo cometem o adultério no pensamento. E para piorar a situação, há muitas pessoas que adoram se vestir e se comportar de maneira sensual, o que colabora ainda mais com o aumento desse pecado.

É lógico que as consequências desse tipo de adultério não são as mesmas daquele em que a pessoa é descoberta por seu cônjuge, o que envolve muitas vezes a separação do casal, sofrimento de ambas as partes, principalmente de quem foi traído.

Por outro lado, o adultério no pensamento é tão grave quanto aquele em que a pessoa concretizou o ato e a pessoa traída nunca ficou sabendo, pois em ambas as situações o traidor faltou com a fidelidade e o respeito para com seu cônjuge e cometeu algo detestável aos olhos de Deus.

Mesmo assim, muitos casados que cometem esse tipo de adultério acham que não estão pecando ao fazer isso. Para estes eu proponho o seguinte desafio: conte para seu cônjuge que você desejou ter relações sexuais com uma certa pessoa e que você gostou muito de imaginar a cena. Pode ter certeza que seu cônjuge vai se sentir tão traído quanto se você tivesse concretizado o ato.

E para os homens solteiros que também cometem esse tipo de adultério eu proponho o seguinte desafio: vá até o marido de uma mulher que você desejou e conte a ele que você desejou a mulher dele sexualmente. É bem provável que você vá apanhar, ser xingado ou até mesmo morrer. O mesmo desafio eu proponho para as mulheres solteiras que também cometem adultério no pensamento.

Esses desafios que eu propus servem para ilustrar a maldade envolvida nesse tipo de adultério. Servem para que a pessoa que comete esse tipo de pecado perceba que ela está fazendo algo que traria muita decepção e tristeza a certas pessoas, caso elas soubessem.

No entanto, mesmo que a pessoa traída nunca fique sabendo, Deus sempre fica sabendo de tudo. As pessoas que cometem esse pecado serão culpadas de adultério perante Deus, e no dia do julgamento final elas terão que responder por isso e cumprir a sentença que Deus der a elas.

E você? Já conhecia o pecado do adultério no pensamento? Deixe seu comentário abaixo. Terei prazer em respondê-lo.

Quer aprender mais sobre a Bíblia? Inscreva-se e receba os novos artigos diretamente no seu e-mail! Você precisará clicar no link que será enviado para seu e-mail para ativar sua inscrição.

Comentários

Artigos mais lidos deste blog

Deus castiga?

Um grande engano de muitas pessoas é achar que Deus não castiga ninguém. Essas pessoas alegam que Deus não castiga porque ele é amor, e que na verdade tudo de ruim que acontece com as pessoas são consequências lógicas de suas más ações.
Elas explicam que muitas pessoas adquirem câncer porque fumam muito, outras adquirem várias doenças porque se alimentam mal, outras sofrem acidentes porque se arriscam desnecessariamente, ou seja, não é Deus que está castigando essas pessoas, mas elas mesmas cometem maus atos que causam essas coisas ruins a elas.
É verdade que muitas coisas ruins que acontecem com as pessoas são consequências lógicas de suas más ações, mas, de qualquer maneira, Deus permite que essas pessoas sofram essas consequências, e só essa permissão já pode ser considerada um castigo dele, pois ele poderia livrá-las dessas consequências.
Além disso, muitas coisas ruins que acontecem com as pessoas não são consequências lógicas de suas más ações. Por exemplo: uma pessoa está andando…

É pecado comer carne de porco?

A Bíblia diz que é pecado comer carne de porco. Aliás, não só porco, mas também camarão, lagosta, lula, ostra e qualquer um dos outros seres vivos citados na passagens bíblicas de Levítico 11 e Deuteronômio 14 como seres que não devemos comer. Veja um dos trechos que nos proíbem de comer carne de porco:
"Tereis com impuro o porco porque, apesar de ter o casco fendido, partido e duas unhas, não rumina. Não comereis da carne deles nem tocareis o seu cadáver, e vós os tereis como impuros" (Levítico 11,7-8; Bíblia de Jerusalém. A mesma proibição encontra-se também em Deuteronômio 14,8). 
Além de a Bíblia proibir o consumo da carne de porco na passagem que acabei de citar, a seguinte passagem também deixa claro que Deus detesta que as pessoas comam carne de porco:
"Estendi as minhas mãos o dia todo a um povo rebelde, que anda por caminho, que não é bom, após os seus pensamentos; povo que de contínuo me irrita diante da minha face, sacrificando em jardins e queimando incenso sob…

A Lei do Velho Testamento foi abolida?

Muitas pessoas alegam que não precisamos cumprir mais nada da Lei de Moisés, e que só devemos cumprir o que está no Novo Testamento, porque, segundo elas, Jesus aboliu a Lei de Moisés. No entanto, eu vou mostrar neste artigo que não é bem isso o que a Bíblia diz.
Essas pessoas se apoiam principalmente nas seguintes passagens escritas pelo apóstolo Paulo:
"Portanto, lembrai-vos de que vós noutro tempo éreis gentios na carne, e chamados incircuncisão pelos que na carne se chamam circuncisão feita pela mão dos homens; que naquele tempo estáveis sem Cristo, separados da comunidade de Israel, e estranhos às alianças da promessa, não tendo esperança, e sem Deus no mundo. Mas agora em Cristo Jesus, vós, que antes estáveis longe, já pelo sangue de Cristo chegastes perto. Porque ele é a nossa paz, o qual de ambos os povos fez um; e, derrubando a parede de separação que estava no meio, na sua carne desfez a inimizade, isto é, a lei dos mandamentos, que consistia em ordenanças, para criar e…