Pular para o conteúdo principal

É pecado se masturbar?


AVISO: ESTE ARTIGO NÃO É RECOMENDADO PARA CRIANÇAS.

e pecado se masturbar

Muitas pessoas sofrem com a preocupação sobre se estão ou não pecando ao praticarem a masturbação. Muitas delas são viciadas nessa prática e não conseguem de jeito nenhum largar esse vício. O problema é que a Bíblia não diz nada sobre a masturbação. Então como saber se é ou não pecado se masturbar?

A Bíblia não dá uma resposta clara a essa pergunta, mas algumas passagens dão a entender que essa prática pode ser pecaminosa. Vamos analisá-las.

"Ora, quanto às coisas que me escrevestes, bom seria que o homem não tocasse em mulher; mas, por causa da fornicação, cada um tenha a sua própria mulher, e cada uma tenha o seu próprio marido" (1 Coríntios 7,1-2; Almeida Corrigida e Revisada Fiel).

"O matrimônio seja honrado por todos, e o leito conjugal, sem mancha; porque Deus julgará os fornicadores e os adúlteros" (Hebreus 13,4; Bíblia de Jerusalém).

Essas duas passagens dão a entender que Deus só aprova os atos sexuais realizados entre pessoas casadas. Consequentemente, a masturbação deve ser considerada como um pecado.

Agora veja esta outra passagem:

"[...] Gostaria que todos os homens fossem como eu; mas cada um tem o seu próprio dom da parte de Deus; um de um modo, outro de outro. Digo, porém, aos solteiros e às viúvas: é bom que permaneçam como eu. Mas, se não conseguem controlar-se, devem casar-se, pois é melhor casar-se do que ficar ardendo de desejo" (1 Coríntios 7,7-9; Nova Versão Internacional).

Aqui o apóstolo Paulo diz claramente que os cristãos solteiros e viúvos que não conseguem controlar seus desejos sexuais devem se casar. Como ele não deu a esses cristãos a opção da masturbação, pode-se concluir que é pecado se masturbar. Infelizmente o apóstolo não revelou o que essas pessoas devem fazer se elas demorarem muito para conseguir se casar ou acabarem nem conseguindo.

Agora vamos analisar uma passagem que, embora não condene a prática da masturbação, nos mostra quais eram as situações que levavam os homens judeus dos tempos bíblicos a atingirem o orgasmo, veja:

"Quando de um homem sair o sêmen, banhará todo o seu corpo com água, e ficará impuro até à tarde. Qualquer peça de roupa ou de couro em que houver sêmen será lavada com água, e ficará impura até à tarde. Quando um homem se deitar com uma mulher e lhe sair o sêmen, ambos terão que se banhar com água, e estarão impuros até à tarde" (Levítico 15,16-18; Nova Versão Internacional).

Essas situações não eram consideradas pecaminosas. O primeiro tipo de emissão a que o texto se refere certamente é a ocasionada pela polução noturna, que, para quem não sabe, é o alcance involuntário do orgasmo durante o sono. Essa situação pode acontecer tanto com homens quanto com mulheres. O texto fala sobre a roupa atingida pelo sêmen, o que geralmente ocorre com o homem nesse tipo de polução. A passagem de Deuteronômio 23,10-11 também cita a polução noturna. O segundo tipo é a emissão causada pelo ato sexual entre um homem e uma mulher.

No entanto, o texto não fala nada sobre a emissão de sêmen ocasionada pela masturbação masculina, o que dá a entender que os homens judeus não se masturbavam, pois se a masturbação fosse uma prática comum e permitida por Deus, essa passagem certamente falaria sobre ela dizendo algo como: "quando um homem se masturbar e houver emissão de sêmen, ele deverá se banhar e ficará impuro até a tarde".

Se os homens judeus não se masturbavam, é bem provável que a masturbação seja uma prática pecaminosa. Aliás, até hoje os judeus ortodoxos consideram a masturbação como um pecado. Essa doutrina vem sendo seguida por eles desde tempos antigos, e passada de geração em geração.

Os diversos tipos de masturbação

Uma pessoa se masturbar vendo pornografia ou imaginando coisas impuras é pecado, porque a pornografia e a impureza são pecados (Gálatas 5,19-21; Efésios 4,17-19; 5,5; Colossenses 3,5; Apocalipse 21,27; Mateus 5,8).

Além disso, também é pecado uma pessoa solteira se masturbar pensando em alguém casado, assim como é pecado uma pessoa casada se masturbar pensando em qualquer pessoa que não seja seu cônjuge, pois como Jesus nos alertou, todo aquele que olha para o cônjuge do próximo com desejo sexual já cometeu adultério no coração (Mateus 5,28). Mas e se a pessoa conseguir se masturbar sem imaginar coisas impuras?

Muitos alegam que isso é extremamente difícil ou até mesmo impossível, mas a verdade é que é possível sim uma pessoa imaginar coisas puras e ao mesmo tempo excitantes ao se masturbar, como, por exemplo, imaginar-se tendo uma relação sexual com seu cônjuge, se ela for casada, ou com um cônjuge imaginário, se ela for solteira. O problema é que, como vimos anteriormente, a Bíblia dá a entender que Deus considera pecado uma pessoa alcançar o orgasmo sozinha. Por isso, o mais sensato é evitarmos a masturbação, mesmo que seja com pensamentos puros.

A Bíblia também não fala nada sobre a masturbação mútua praticada por um homem e uma mulher casados, mas ela também não dá a entender que isso se trate de uma prática pecaminosa. Portanto, não há motivo para marido e mulher evitarem esse ato caso eles desejem praticá-lo.

Conclusão

A Bíblia dá a entender que a masturbação é um pecado. Portanto, a melhor coisa que você pode fazer é não se masturbar. Assim, você nunca ficará preocupado se está ou não pecando, e Deus o recompensará por sua atitude.

Se você quer vencer a luta contra a masturbação, faça o seguinte: desvie seu olhar de tudo o que desperta seu desejo sexual. Toda vez que você se pegar olhando para uma pessoa ou algo que desperta seu desejo, desvie imediatamente seu olhar para outro lugar. E toda vez que você sentir um desejo de se masturbar, ore pedindo a Deus para que ele não deixe você cair em tentação, e pense nas consequências desastrosas que essa prática pode trazer à sua vida.

Em geral, você só precisa resistir à tentação por alguns minutos, depois ele passa. Além disso, mais cedo ou mais tarde você vai acabar tendo uma polução noturna, o que o ajudará a aliviar seu desejo sexual. Aliás, a polução noturna pode ter sido criada por Deus justamente para aliviar o desejo sexual das pessoas que ainda não se casaram ou estão temporariamente impossibilitadas de ter relações sexuais com seu cônjuge.

Agora, se você cair em tentação e acabar se masturbando, não fique desanimado, achando que você está perdido. Simplesmente levante-se e se esforce para não cometer o ato novamente.

Em Eclesiastes 7,20 a Bíblia diz que não existe pessoa na terra que faça sempre o bem, sem nunca pecar. Todos nós pecamos de vez em quando. Todos nós sabemos, por exemplo, que a ira e a mentira são pecados, mas quem dentre nós não fica nervoso e irado contra um irmão de vez em quando? Quem dentre nós fala sempre a verdade, sem nunca mentir? O mesmo pode acontecer com a masturbação. O importante é você não desistir de lutar contra esse hábito.

E você? Já conhecia essa abordagem bíblica sobre a masturbação? Deixe seu comentário abaixo. Será um prazer respondê-lo.

Quer aprender mais sobre a Bíblia? Inscreva-se e receba os novos artigos diretamente no seu e-mail! Você precisará clicar no link que será enviado para seu e-mail para ativar sua inscrição.

Comentários

Artigos mais lidos deste blog

Deus castiga?

Um grande engano de muitas pessoas é achar que Deus não castiga ninguém. Essas pessoas alegam que Deus não castiga porque ele é amor, e que na verdade tudo de ruim que acontece com as pessoas são consequências lógicas de suas más ações.
Elas explicam que muitas pessoas adquirem câncer porque fumam muito, outras adquirem várias doenças porque se alimentam mal, outras sofrem acidentes porque se arriscam desnecessariamente, ou seja, não é Deus que está castigando essas pessoas, mas elas mesmas cometem maus atos que causam essas coisas ruins a elas.
É verdade que muitas coisas ruins que acontecem com as pessoas são consequências lógicas de suas más ações, mas, de qualquer maneira, Deus permite que essas pessoas sofram essas consequências, e só essa permissão já pode ser considerada um castigo dele, pois ele poderia livrá-las dessas consequências.
Além disso, muitas coisas ruins que acontecem com as pessoas não são consequências lógicas de suas más ações. Por exemplo: uma pessoa está andando…

É pecado comer carne de porco?

A Bíblia diz que é pecado comer carne de porco. Aliás, não só porco, mas também camarão, lagosta, lula, ostra e qualquer um dos outros seres vivos citados na passagens bíblicas de Levítico 11 e Deuteronômio 14 como seres que não devemos comer. Veja um dos trechos que nos proíbem de comer carne de porco:
"Tereis com impuro o porco porque, apesar de ter o casco fendido, partido e duas unhas, não rumina. Não comereis da carne deles nem tocareis o seu cadáver, e vós os tereis como impuros" (Levítico 11,7-8; Bíblia de Jerusalém. A mesma proibição encontra-se também em Deuteronômio 14,8). 
Além de a Bíblia proibir o consumo da carne de porco na passagem que acabei de citar, a seguinte passagem também deixa claro que Deus detesta que as pessoas comam carne de porco:
"Estendi as minhas mãos o dia todo a um povo rebelde, que anda por caminho, que não é bom, após os seus pensamentos; povo que de contínuo me irrita diante da minha face, sacrificando em jardins e queimando incenso sob…

A Lei do Velho Testamento foi abolida?

Muitas pessoas alegam que não precisamos cumprir mais nada da Lei de Moisés, e que só devemos cumprir o que está no Novo Testamento, porque, segundo elas, Jesus aboliu a Lei de Moisés. No entanto, eu vou mostrar neste artigo que não é bem isso o que a Bíblia diz.
Essas pessoas se apoiam principalmente nas seguintes passagens escritas pelo apóstolo Paulo:
"Portanto, lembrai-vos de que vós noutro tempo éreis gentios na carne, e chamados incircuncisão pelos que na carne se chamam circuncisão feita pela mão dos homens; que naquele tempo estáveis sem Cristo, separados da comunidade de Israel, e estranhos às alianças da promessa, não tendo esperança, e sem Deus no mundo. Mas agora em Cristo Jesus, vós, que antes estáveis longe, já pelo sangue de Cristo chegastes perto. Porque ele é a nossa paz, o qual de ambos os povos fez um; e, derrubando a parede de separação que estava no meio, na sua carne desfez a inimizade, isto é, a lei dos mandamentos, que consistia em ordenanças, para criar e…