Pular para o conteúdo principal

Não é pecado beber bebida alcoólica, desde que seja com moderação



Muitos cristãos não abrem mão de uma cerveja gelada de vez em quando. Para estes, parar de beber seria um sacrifício. A boa notícia é que esse sacrifício não é necessário segundo a Bíblia.

Os textos de Romanos 13,13, Gálatas 5,19-21 e Provérbios 20,1 deixam claro que é pecado se embriagar, isto é, beber exageradamente, errar na dose, a ponto de ficar muito tonto, agressivo, imprudente, inconveniente. O texto de 1 Coríntios 6,10 chega até a dizer que os bêbados não irão para o paraíso. No entanto, beber moderadamente vinho ou outras bebidas alcoólicas é permitido, veja:

"Então vende-os, e ata o dinheiro na tua mão, e vai ao lugar que escolher o Senhor teu Deus; e aquele dinheiro darás por tudo o que deseja a tua alma, por vacas, e por ovelhas, e por vinho, e por bebida forte, e por tudo o que te pedir a tua alma; come-o ali perante o Senhor teu Deus, e alegra-te, tu e a tua casa" (Almeida Corrigida e Fiel; Deuteronômio 14,25-26).

"Bendiga a Javé, ó minha alma! Javé, meu Deus, como és grande! Vestido de esplendor e majestade [...] Tu fazes brotar relva para o rebanho, e plantas úteis para o homem. Dos campos ele tira o pão, e o vinho que alegra seu coração; o azeite, que dá brilho ao seu rosto, e o alimento, que lhe dá forças" (Bíblia Pastoral; Salmo 104,1.14-15).

"Não continue a beber somente água; tome também um pouco de vinho, por causa do seu estômago e das suas freqüentes enfermidades" (Nova Versão Internacional; 1 Timóteo 5,23).

O próprio Jesus Cristo transformou água em vinho para alegrar uma festa de casamento, como você pode conferir em João 2,1-11. Ainda assim, há muitas pessoas que não entendem e não conseguem aceitar essa permissão que Deus nos dá para bebermos bebida alcoólica de maneira moderada, e por isso eles ignoram aquelas claras passagens que mostrei acima e ainda tentam argumentar que na verdade Jesus não transformou a água em vinho, mas sim em suco de uva!

Em primeiro lugar, a Bíblia é clara em dizer que Jesus transformou a água em vinho, e não em suco de uva. Vinho é uma coisa, suco de uva é outra. Além disso, a passagem de João 2,9-10 mostra que o próprio encarregado da festa provou o vinho e reconheceu que se tratava de um vinho. E não era qualquer vinho, mas sim o melhor vinho da festa. Se fosse suco de uva, ele reconheceria imediatamente o sabor do suco e não chamaria a bebida de vinho.

Os próprios judeus, que conhecem muito bem a lei de Deus, também ensinam que não é pecado beber bebida alcoólica, desde que seja com moderação.

Portanto, não há pecado algum em tomar uma cerveja ou qualquer outra bebida alcoólica, desde que seja com moderação. A bebida serve para nós comemorarmos ocasiões especiais e nos alegrarmos. Se consumida com moderação, a bebida é capaz de animar as pessoas, sem deixá-las no estado deplorável de embriaguez.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

O grave pecado do sexo no período menstrual

Fazer sexo durante o período menstrual é um pecado grave. Deus instituiu uma lei proibindo essa prática, veja:
"Não se aproxime de uma mulher para se envolver sexualmente com ela quando ela estiver na impureza da sua menstruação" 
(Levítico 18:19; Nova Versão Internacional).
Deus chegou até a determinar a pena de morte para os casais que fizessem sexo durante a menstruação, veja:
"Se um homem dormir com uma mulher durante a menstruação, e tiver relações sexuais, descobrindo a fonte do sangue, os dois serão eliminados do seu povo"
(Levítico 20:18; Edição Pastoral).
Embora a pena de morte por esse pecado não seja mais aplicada da forma como era aplicada nos tempos bíblicos, Deus ainda pode aplicá-la hoje em dia por meio de doenças ou outras tragédias. Portanto, nós devemos tomar muito cuidado para não cometermos esse pecado grave.

Mesmo assim, muitos casais cristãos não veem problema algum em ter relações sexuais durante o período menstrual, inclusive vários médicos a…

Os mandamentos que devemos cumprir segundo a Bíblia

Ame a Deus com todo o seu coração, e com toda a sua alma, e com todo o seu entendimento, e com todas as suas forças (Deuteronômio 6:5; Marcos 12:28-30).Não tenha outros deuses (Êxodo 20:3; 1 João 5:21).Não faça para você alguma imagem esculpida que represente um deus. Não se prostre diante dessas imagens e nem diante do Sol, da Lua e das estrelas, e não os sirva (Êxodo 20:4-5; Deuteronômio 4:19; 1 João 5:21).Não use o nome de Deus em vão, isto é, não use o nome de Deus para fazer um falso juramento ou para mentir, pois Deus não considerará inocente aquele que usar seu nome em vão. É importante notar que o nome de Deus não é "Deus", mas sim Javé. No entanto, mesmo que você faça um falso juramento sem usar especificamente o nome de Javé, dizendo, por exemplo, "Juro por Deus que vou fazer isso" ou "Juro por Deus que isso aconteceu", e você estiver mentindo, você ainda assim seria culpado, pois você estaria se referindo a Javé. De qualquer forma, Jesus nos ac…

Deus castiga sim

Muitas pessoas acham que Deus não castiga ninguém porque ele é amor, e que tudo de ruim que acontece com as pessoas são consequências lógicas de suas más ações.
Elas explicam que muitas pessoas adquirem câncer porque fumam muito, outras adquirem várias doenças porque se alimentam mal, outras sofrem acidentes porque se arriscam desnecessariamente, ou seja, não é Deus que está castigando essas pessoas, mas elas mesmas cometem maus atos que causam essas coisas ruins a elas.
No entanto, o que essas pessoas não consideram é que o fato de Deus permitir que as pessoas sofram as consequências de suas más ações já pode ser considerado um castigo dele, pois ele poderia livrá-las dessas consequências.
Além disso, muitas coisas ruins que acontecem com as pessoas não são consequências lógicas de suas más ações. Por exemplo: uma pessoa está andando na calçada cuidadosamente quando de repente um carro desgovernado a atropela; uma pessoa está dirigindo atentamente um carro quando de repente uma árvo…