Pular para o conteúdo principal

O Espírito Santo é Deus?



Sim, o Espírito Santo é o próprio Deus Todo-Poderoso, o Pai. Mas será que todas as religiões concordam com isso?

Não. As Testemunhas de Jeová, por exemplo, ensinam que o Espírito Santo não é Deus, mas que ele é apenas a força ativa de Deus (A Sentinela - edição de 1/10/2010 - páginas de 26 a 28). Por outro lado, muitas religiões cristãs ensinam que o Espírito Santo é Deus, mas não exatamente o Deus Pai, e sim um Deus com sua própria personalidade. Para eles, o Espírito Santo é uma das pessoas da Trindade, a qual, segundo elas, é composta pelo Pai, pelo Filho e pelo Espírito Santo.

Mas o fato é que, analisando cuidadosamente a Bíblia, vemos que o Espírito Santo é o próprio Deus Pai. Uma das passagens mais esclarecedoras é aquela na qual Jesus diz que todas as ofensas serão perdoadas aos homens, exceto a blasfêmia contra o Espírito Santo (Lucas 12,10). Ao dizer isso, Jesus colocou o Espírito Santo como o ser mais importante que existe, pois somente a blasfêmia contra ele é que nunca será perdoada. Ora, o ser mais importante que existe só pode ser o Deus Pai.

Outra passagem esclarecedora é Atos 5,1-4. No versículo 3 dessa passagem vemos que Ananias mentiu para o Espírito Santo, e o versículo 4 confirma que, fazendo isso, ele mentiu para Deus. Portanto, o Espírito Santo é Deus. Aliás, se o Espírito Santo fosse simplesmente a força ativa de Deus, seria muito estranho concluir que Ananias mentiu para uma força.

Agora leia a seguinte passagem:

"Portanto, como diz o Espírito Santo: Se ouvirdes hoje a sua voz, não endureçais os vossos corações, como na provocação, no dia da tentação no deserto. Onde vossos pais me tentaram, me provaram, e viram por quarenta anos as minhas obras. Por isso me indignei contra esta geração, e disse: Estes sempre erram em seu coração, e não conheceram os meus caminhos. Assim jurei na minha ira que não entrarão no meu repouso" (Almeida Corrigida e Fiel; Hebreus 3,7-11).

Se você ler Salmos 95,7-11 você verá que quem disse isso foi o próprio Deus Pai. Portanto, para o autor de Hebreus, o Espírito Santo era o próprio Deus Pai. O mesmo ocorre em Hebreus 10,15-17 comparado com Jeremias 31,33-34; e também em Atos 28,25-27 comparado com Isaías 6,9-10.

A passagem de 1 Coríntios 2,11 diz que só o Espírito de Deus sabe as coisas de Deus. Ora, Deus sabe todas as coisas (1 João 3,20). Portanto, o Espírito de Deus só pode ser o próprio Deus Pai. 

O Espírito Santo não é simplesmente uma força. Ele dava ordens aos apóstolos (Atos 13,2); tomava decisões com eles (Atos 15,28); fazia revelações a eles (Atos 20,23); os ensinava e os consolava (Lucas 12,12; João 14,26); se entristecia (Efésios 4,30; Isaías 63,10). Jesus confirmou que Deus é Espírito (João 4,24).

Alguns argumentam que o Espírito Santo não pode ser o próprio Deus Pai porque existe uma passagem afirmando que o Espírito intercede por nós, veja:

"E da mesma maneira também o Espírito ajuda as nossas fraquezas; porque não sabemos o que havemos de pedir como convém, mas o mesmo Espírito intercede por nós com gemidos inexprimíveis. E aquele que examina os corações sabe qual é a intenção do Espírito; e é ele que segundo Deus intercede pelos santos" (Romanos 8,26-27; Almeida Corrigida e Revisada Fiel).

Acontece que nesse capítulo 8 de Romanos o apóstolo Paulo não fala apenas sobre o Espírito de Deus. Ele também fala sobre o Espírito de Cristo, veja:

"Entretanto, vocês não estão sob o domínio da carne, mas do Espírito, se de fato o Espírito de Deus habita em vocês. E, se alguém não tem o Espírito de Cristo, não pertence a Cristo" (Nova Versão Internacional; Romanos 8,9).

Portanto, nesse versículo 26 do capítulo 8 Paulo está se referindo ao Espírito de Cristo, e não ao Espírito de Deus Pai, pois logicamente Deus Pai não tem ninguém superior a si próprio para pedir intercessão por nós. Repare que o próprio versículo 27 faz a distinção entre aquele que examina os corações, que é Deus Pai, e o Espírito a que ele se refere, que é o de Cristo. Pois como diz a passagem de 1 Timóteo 2,5, existe um só mediador entre Deus e os homens, Jesus Cristo.

Portanto, como você pôde ver, o Espírito Santo é o próprio Deus Pai em espírito, e não parte de uma trindade. É através de seu Espírito Santo que Deus habita nos fiéis (1 Coríntios 3,16).

Comentários

  1. E pq chamalo de Espírito Santo?
    Pq entao batizar em nome do PAI, FILHO e do ESPIRITO SANTO?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Os discípulos batizaram só em nome de JESUS,e não nessa falsa trindade...criada pela ICAR.

      Excluir
    2. Olá Gabriel, a Bíblia o chama de Espírito Santo porque ele é o Espírito do Deus Todo-Poderoso. É o Espírito mais santo que existe. E quanto ao batismo em nome do Pai, do Filho e do Espírito Santo, eu explico no seguinte link:

      https://www.ensinamentosdabiblia.com/2015/10/deus-e-uma-trindade.html

      Excluir
    3. Isso mesmo Mary, eu falo sobre isso no link que deixei acima.

      Excluir

Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

O grave pecado do sexo no período menstrual

Fazer sexo durante o período menstrual é um pecado grave. Deus instituiu uma lei proibindo essa prática, veja:
"Não se aproxime de uma mulher para se envolver sexualmente com ela quando ela estiver na impureza da sua menstruação" 
(Levítico 18:19; Nova Versão Internacional).
Deus chegou até a determinar a pena de morte para os casais que fizessem sexo durante a menstruação, veja:
"Se um homem dormir com uma mulher durante a menstruação, e tiver relações sexuais, descobrindo a fonte do sangue, os dois serão eliminados do seu povo"
(Levítico 20:18; Edição Pastoral).
Embora a pena de morte por esse pecado não seja mais aplicada da forma como era aplicada nos tempos bíblicos, Deus ainda pode aplicá-la hoje em dia por meio de doenças ou outras tragédias. Portanto, nós devemos tomar muito cuidado para não cometermos esse pecado grave.

Mesmo assim, muitos casais cristãos não veem problema algum em ter relações sexuais durante o período menstrual, inclusive vários médicos a…

Os mandamentos que devemos cumprir segundo a Bíblia

Ame a Deus com todo o seu coração, e com toda a sua alma, e com todo o seu entendimento, e com todas as suas forças (Deuteronômio 6:5; Marcos 12:28-30).Não tenha outros deuses (Êxodo 20:3; 1 João 5:21).Não faça para você alguma imagem esculpida que represente um deus. Não se prostre diante dessas imagens e nem diante do Sol, da Lua e das estrelas, e não os sirva (Êxodo 20:4-5; Deuteronômio 4:19; 1 João 5:21).Não use o nome de Deus em vão, isto é, não use o nome de Deus para fazer um falso juramento ou para mentir, pois Deus não considerará inocente aquele que usar seu nome em vão. É importante notar que o nome de Deus não é "Deus", mas sim Javé. No entanto, mesmo que você faça um falso juramento sem usar especificamente o nome de Javé, dizendo, por exemplo, "Juro por Deus que vou fazer isso" ou "Juro por Deus que isso aconteceu", e você estiver mentindo, você ainda assim seria culpado, pois você estaria se referindo a Javé. De qualquer forma, Jesus nos ac…

Deus castiga sim

Muitas pessoas acham que Deus não castiga ninguém porque ele é amor, e que tudo de ruim que acontece com as pessoas são consequências lógicas de suas más ações.
Elas explicam que muitas pessoas adquirem câncer porque fumam muito, outras adquirem várias doenças porque se alimentam mal, outras sofrem acidentes porque se arriscam desnecessariamente, ou seja, não é Deus que está castigando essas pessoas, mas elas mesmas cometem maus atos que causam essas coisas ruins a elas.
No entanto, o que essas pessoas não consideram é que o fato de Deus permitir que as pessoas sofram as consequências de suas más ações já pode ser considerado um castigo dele, pois ele poderia livrá-las dessas consequências.
Além disso, muitas coisas ruins que acontecem com as pessoas não são consequências lógicas de suas más ações. Por exemplo: uma pessoa está andando na calçada cuidadosamente quando de repente um carro desgovernado a atropela; uma pessoa está dirigindo atentamente um carro quando de repente uma árvo…