Pular para o conteúdo principal

O que a Bíblia diz sobre espiritismo?



A doutrina espírita tem atraído muitos seguidores. Vários espíritas têm encontrado consolo por conseguirem algum tipo de contato com seus entes queridos falecidos. No entanto, a Bíblia é clara em afirmar que estabelecer contato com pessoas mortas e outros espíritos é um pecado abominável para Deus, veja:

"Quando entrares na terra que Iahweh teu Deus te dará, não aprendas a imitar as abominações daquelas nações. Que em teu meio não se encontre alguém que queime seu filho ou sua filha, nem que faça presságio, oráculo, adivinhação ou magia, ou que pratique encantamentos, que interrogue espíritos ou adivinhos, ou ainda que invoque os mortos; pois quem pratica essas coisas é abominável a Iahweh, e é por causa dessas abominações que Iahweh teu Deus as desalojará em teu favor" (Bíblia de Jerusalém; Deuteronômio 18,9-12).

"Quando, pois, algum homem ou mulher em si tiver um espírito de necromancia ou espírito de adivinhação, certamente morrerá; serão apedrejados; o seu sangue será sobre eles" (Almeida Corrigida e Fiel; Levítico 20,27).

Os espíritas tentam se justificar dizendo que esses textos não condenam suas práticas espíritas, mas sim as práticas espíritas antigas, que segundo eles, eram usadas para o mal, e que o espiritismo de hoje usa suas práticas espíritas para fazer o bem, para ajudar os espíritos perdidos, para consolar pessoas que perderam seus entes queridos, e que somente em situações especiais e úteis pode-se invocar os mortos. Ora, em nenhum momento as passagens acima autorizam as práticas de comunicação com os mortos caso elas sejam utilizadas para o bem.

Os espíritas ainda alegam que o próprio rei Saul consultou uma médium para se comunicar com o profeta morto Samuel (1 Samuel 28). Sim, ele realmente fez isso, mas isso não significa que ele não tenha pecado. Aliás, a passagem de 1 Crônicas 10,13 deixa claro que ele pecou ao fazer isso.

Os espíritas ainda vão além e dizem o seguinte absurdo: o próprio Jesus invocou Moisés e Elias, que já haviam morrido, e que assim, ele liberou a comunicação com os mortos! Ora, a passagem de Mateus 17,1-8 em nenhum momento diz que Jesus invocou esses dois santos falecidos, mas sim que eles simplesmente apareceram ao lado de Jesus. Dizer que Jesus os invocou é ir além do texto. Além disso, é uma hipótese inaceitável, pois invocar os mortos é pecado, e Jesus nunca pecou (2 Coríntios 5,18-21; Hebreus 4,15-14).

Outra coisa: a doutrina espírita ensina que existe reencarnação. Por outro lado, a Bíblia ensina que morremos uma só vez, e que após isso vem o julgamento (Hebreus 9,27-28). Portanto, reencarnação não existe, e contradiz a Bíblia.

A doutrina espírita tem ensinamentos muito bons, como o dever de amar o próximo, de praticar a caridade, de ter fé em Jesus etc. Porém, a prática abominável de estabelecer contato com os mortos e outros espíritos, e o ensino antibíblico sobre reencarnação, tornam essa religião inaceitável aos olhos de Deus.

Comentários

  1. Percebemos que algumas pessoas que acreditam e lêem a Bíblia possuem intolerância religiosa, tudos nós temos que aceitam a religião do irmão. Ninguém sabe o que acontece depois da morte, somente Deus sabe. A Doutrina espírita tem só 160 anos, a Bíblia tem mais de 2000 anos, se a Bíblia foi criada a tanto tempo, como eles sabiam
    Sobre a Doutrina espírita? A Bíblia foi escrita ( modificada ao longo de anos) por mais de 40 pessoas

    ResponderExcluir
  2. Não discuta antes de conhecer

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sams, quem deseja realmente agradar o Deus da Bíblia não pode aceitar todas as religiões. Afinal, a própria Bília diz que Deus abomina qualquer religião que adora outros deuses além dele. Além disso, como mostrei neste artigo, a Bíblia diz que todo aquele que pratica contato com espíritos e pessoas mortas é considerado como uma pessoa abominável perante Deus. Portanto, cuidado em afirmar que essas passagens foram modificadas pelo homem, pois você não tem provas disso e você pode estar muito enganado. O fato é que a Bíblia condena o espiritismo há mais de 2000 anos, e se você não quer aceitar isso, saiba que você está pondo sua salvação em risco.

      Excluir
    2. Antes de falar do ESPIRITISMO vc deveria conhece-lo melhor,quem vc pensa q é para dizer o q é certo ou errado,lembre-se vc tb é pecador,e julgar algo q vc nao conhece além de ignorância e tbm pecado.

      Excluir
    3. Anônimo, eu conheço muito bem o espiritismo, e vc sabe que todas as práticas espíritas que citei são verdadeiras. Eu sou um servo de Deus encarregado de ensinar a palavra dele. Eu estou apenas falando o que Deus diz que é errado, não é minha opinião, é o próprio Deus dizendo. Portanto, saiba que sendo espírita você não está fazendo o que agrada a Deus, você está jogando no lixo as palavras dele, e se você continuar assim, você corre um grande risco de ser condenado no Julgamento Final e assim ficar fora do futuro paraíso terrestre.

      Excluir
    4. Evangélico só aceita o que eles acham! Prestem atenção, se sou Espírita, não sigo a Bíblia, que para mim foi escrito pelos Homens para agradar a sua Religião e seus interesses! Se não sigo a bíblia, não preciso concordar!

      Excluir
    5. Valdorli, você tem o livre arbítrio para escolher seguir as doutrinas abomináveis do espiritismo, mas saiba que você terá que prestar contas no dia do Julgamento por ter desprezado as palavras de Deus que estão na Biblia.

      Excluir

Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

O grave pecado do sexo no período menstrual

Fazer sexo durante o período menstrual é um pecado grave. Deus instituiu uma lei proibindo essa prática, veja:
"Não se aproxime de uma mulher para se envolver sexualmente com ela quando ela estiver na impureza da sua menstruação" 
(Levítico 18:19; Nova Versão Internacional).
Deus chegou até a determinar a pena de morte para os casais que fizessem sexo durante a menstruação, veja:
"Se um homem dormir com uma mulher durante a menstruação, e tiver relações sexuais, descobrindo a fonte do sangue, os dois serão eliminados do seu povo"
(Levítico 20:18; Edição Pastoral).
Embora a pena de morte por esse pecado não seja mais aplicada da forma como era aplicada nos tempos bíblicos, Deus ainda pode aplicá-la hoje em dia por meio de doenças ou outras tragédias. Portanto, nós devemos tomar muito cuidado para não cometermos esse pecado grave.

Mesmo assim, muitos casais cristãos não veem problema algum em ter relações sexuais durante o período menstrual, inclusive vários médicos a…

Os mandamentos que devemos cumprir segundo a Bíblia

Ame a Deus com todo o seu coração, e com toda a sua alma, e com todo o seu entendimento, e com todas as suas forças (Deuteronômio 6:5; Marcos 12:28-30).Não tenha outros deuses (Êxodo 20:3; 1 João 5:21).Não faça para você alguma imagem esculpida que represente um deus. Não se prostre diante dessas imagens e nem diante do Sol, da Lua e das estrelas, e não os sirva (Êxodo 20:4-5; Deuteronômio 4:19; 1 João 5:21).Não use o nome de Deus em vão, isto é, não use o nome de Deus para fazer um falso juramento ou para mentir, pois Deus não considerará inocente aquele que usar seu nome em vão. É importante notar que o nome de Deus não é "Deus", mas sim Javé. No entanto, mesmo que você faça um falso juramento sem usar especificamente o nome de Javé, dizendo, por exemplo, "Juro por Deus que vou fazer isso" ou "Juro por Deus que isso aconteceu", e você estiver mentindo, você ainda assim seria culpado, pois você estaria se referindo a Javé. De qualquer forma, Jesus nos ac…

Deus castiga sim

Muitas pessoas acham que Deus não castiga ninguém porque ele é amor, e que tudo de ruim que acontece com as pessoas são consequências lógicas de suas más ações.
Elas explicam que muitas pessoas adquirem câncer porque fumam muito, outras adquirem várias doenças porque se alimentam mal, outras sofrem acidentes porque se arriscam desnecessariamente, ou seja, não é Deus que está castigando essas pessoas, mas elas mesmas cometem maus atos que causam essas coisas ruins a elas.
No entanto, o que essas pessoas não consideram é que o fato de Deus permitir que as pessoas sofram as consequências de suas más ações já pode ser considerado um castigo dele, pois ele poderia livrá-las dessas consequências.
Além disso, muitas coisas ruins que acontecem com as pessoas não são consequências lógicas de suas más ações. Por exemplo: uma pessoa está andando na calçada cuidadosamente quando de repente um carro desgovernado a atropela; uma pessoa está dirigindo atentamente um carro quando de repente uma árvo…