Pular para o conteúdo principal

É pecado ir à praia?



A praia é um lugar ideal para encontrarmos paisagens bonitas, relaxamento e diversão, mas também é na praia que encontramos pessoas seminuas que nos fazem pensar se é ou não pecado ir para lá. Será que a Bíblia tem a resposta para essa dúvida?

Sim. Analisando os ensinamentos da Bíblia podemos afirmar que só é pecado você ir à praia se você for até lá para descumprir um dos mandamentos de Deus. O pecado que as pessoas mais cometem ao ir à praia é o pecado do adultério e da cobiça. Afinal, como Jesus disse, todo homem que olha com desejo sexual para uma mulher, já cometeu adultério com ela no coração, veja:

"Eu, porém, vos digo, que qualquer que atentar numa mulher para a cobiçar, já em seu coração cometeu adultério com ela" (Mateus 5,28; Almeida Corrigida e Revisada Fiel).

Nas praias, muitos homens solteiros ficam olhando com desejo sexual para várias mulheres casadas. Enquanto muitos homens casados também ficam olhando para várias mulheres solteiras e casadas. As mulheres também cometem esse pecado ao olhar com desejo sexual para os homens. Na verdade, as pessoas cometem esse tipo de pecado não só na praia, mas também nas ruas, no trabalho, nos parques e em diversos outros lugares. No artigo "O pecado do adultério no pensamento" você pode aprender mais sobre esse assunto.

Outro pecado comum que as pessoas cometem ao ir à praia é o pecado da sensualidade. Elas se vestem de maneira sensual e ainda ficam sensualizando, o que acaba tentando outras pessoas a cometerem adultério no pensamento. Portanto, quando você for à praia, não se vista e nem se comporte de maneira sensual, assim você não dará oportunidade para que outras pessoas cometam o grave pecado do adultério.

Praias de nudismo

Se tivéssemos vivendo no tempo em que Adão e Eva eram inocentes e ainda não haviam se rebelado contra Deus, não seria pecado irmos a praias de nudismo. Afinal, Adão e Eva viviam pelados e isso não era considerado pecado. No entanto, desde que Adão e Eva pecaram e começaram a conhecer a malícia do mundo, Deus determinou que eles teriam que começar a andar vestidos, veja:

"Javé Deus fez túnicas de pele para o homem e sua mulher, e os vestiu" (Gênesis 3,21; Bíblia Pastoral).

Consequentemente, nós, descendentes de Adão e Eva, temos que continuar seguindo essa determinação divina.

Nós também devemos seguir o exemplo dos homens santos e não ficar olhando a nudez das pessoas. Dois filhos de Noé seguiram essa norma e foram abençoados, enquanto um terceiro não seguiu e foi amaldiçoado, veja:

"Noé, que era agricultor, foi o primeiro a plantar uma vinha. Bebeu do vinho, embriagou-se e ficou nu dentro da sua tenda. Cam, pai de Canaã, viu a nudez do pai e foi contar aos dois irmãos que estavam do lado de fora. Mas Sem e Jafé pegaram a capa, levantaram-na sobre os ombros e, andando de costas para não verem a nudez do pai, cobriram-no. Quando Noé acordou do efeito do vinho e descobriu o que seu filho caçula lhe havia feito, disse: 'Maldito seja Canaã! Escravo de escravos será para os seus irmãos" (Gênesis 9,20-25; Nova Versão internacional).

Conclusão

Só é pecado você ir à praia se você for até lá com a intenção de cometer adultério no pensamento e ficar sensualizando. Agora, se você vai à praia com o santo propósito de relaxar, admirar a paisagem e curtir o mar, fique em paz. Você não está cometendo nenhum pecado.

Comentários

  1. Nao a respaldo na escritura para expor e corpo pubricamente e muito mesnos
    colocar os meus olhos no corpo do outos
    E pecado segundo a escritura
    Qualquer cristao que estiver semenu ou no meio dos semenus ta fora o arrebatamento ;

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Irmão Júlio, na verdade não é bem assim. Do jeito que você fala, nós cristãos só podemos ir a praias desertas, o que para a maioria de nós é inviável e inseguro. Deus também criou as praias para seus servos se banharem e se divertirem. As crianças adoram brincar na areia. Nós podemos sim ir à praia, basta tomarmos cuidado para não cometer adultério no coração conforme expliquei no artigo.

      Excluir
  2. Tbm concordo se fizermos tudo com desencia nao é pecado.tbm nao precisamos ficar exatamente no meio deles podemos procurar um lugar mais tranquilo onde aja menos pessoas e nos divertir com nossos familiare com Roupas adequadas q nao venha escandalizar.pq as praias sao enormes basta procurar um lugar menos movimentado

    ResponderExcluir
  3. Então posso voltar a correr sem camisa na rua?
    Analisando as Sagradas Escrituras, aprendemos que devemos fugir das coisas carnais, especificamente aquilo que pode me conduzir ao pecado, ou então conduzir o meu próximo.
    O que acontece comigo se eu correr ou andar sem camisa pela rua?
    Se alguém (mulher ou um gay) se sentir atraído por mim, sendo que eu estou despido parcialmente, estou pecando?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Você pode voltar sim a correr sem camisa na rua, pelo menos ao meu ver. Muito provavelmente Deus não considera imoral um homem ficar sem camisa ao correr ou ao andar num dia de calor. Mesmo que você corra ou ande com camisa, alguém ainda pode sentir atração por você. O que você não pode fazer é ficar sensualizando, se exibindo de propósito, com o intuito de ser admirado e desejado sexualmente pelos outros.

      Mas, se mesmo assim você sentir que não está agradando a Deus ao ficar sem camisa, siga sua convicção. Deus o recompensará por sua intenção.

      Excluir

Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

O grave pecado do sexo no período menstrual

Fazer sexo durante o período menstrual é um pecado grave. Deus instituiu uma lei proibindo essa prática, veja:
"Não se aproxime de uma mulher para se envolver sexualmente com ela quando ela estiver na impureza da sua menstruação" 
(Levítico 18:19; Nova Versão Internacional).
Deus chegou até a determinar a pena de morte para os casais que fizessem sexo durante a menstruação, veja:
"Se um homem dormir com uma mulher durante a menstruação, e tiver relações sexuais, descobrindo a fonte do sangue, os dois serão eliminados do seu povo"
(Levítico 20:18; Edição Pastoral).
Embora a pena de morte por esse pecado não seja mais aplicada da forma como era aplicada nos tempos bíblicos, Deus ainda pode aplicá-la hoje em dia por meio de doenças ou outras tragédias. Portanto, nós devemos tomar muito cuidado para não cometermos esse pecado grave.

Mesmo assim, muitos casais cristãos não veem problema algum em ter relações sexuais durante o período menstrual, inclusive vários médicos a…

Os mandamentos que devemos cumprir segundo a Bíblia

Ame a Deus com todo o seu coração, e com toda a sua alma, e com todo o seu entendimento, e com todas as suas forças (Deuteronômio 6:5; Marcos 12:28-30).Não tenha outros deuses (Êxodo 20:3; 1 João 5:21).Não faça para você alguma imagem esculpida que represente um deus. Não se prostre diante dessas imagens e nem diante do Sol, da Lua e das estrelas, e não os sirva (Êxodo 20:4-5; Deuteronômio 4:19; 1 João 5:21).Não use o nome de Deus em vão, isto é, não use o nome de Deus para fazer um falso juramento ou para mentir, pois Deus não considerará inocente aquele que usar seu nome em vão. É importante notar que o nome de Deus não é "Deus", mas sim Javé. No entanto, mesmo que você faça um falso juramento sem usar especificamente o nome de Javé, dizendo, por exemplo, "Juro por Deus que vou fazer isso" ou "Juro por Deus que isso aconteceu", e você estiver mentindo, você ainda assim seria culpado, pois você estaria se referindo a Javé. De qualquer forma, Jesus nos ac…

Deus castiga sim

Muitas pessoas acham que Deus não castiga ninguém porque ele é amor, e que tudo de ruim que acontece com as pessoas são consequências lógicas de suas más ações.
Elas explicam que muitas pessoas adquirem câncer porque fumam muito, outras adquirem várias doenças porque se alimentam mal, outras sofrem acidentes porque se arriscam desnecessariamente, ou seja, não é Deus que está castigando essas pessoas, mas elas mesmas cometem maus atos que causam essas coisas ruins a elas.
No entanto, o que essas pessoas não consideram é que o fato de Deus permitir que as pessoas sofram as consequências de suas más ações já pode ser considerado um castigo dele, pois ele poderia livrá-las dessas consequências.
Além disso, muitas coisas ruins que acontecem com as pessoas não são consequências lógicas de suas más ações. Por exemplo: uma pessoa está andando na calçada cuidadosamente quando de repente um carro desgovernado a atropela; uma pessoa está dirigindo atentamente um carro quando de repente uma árvo…