Pular para o conteúdo principal

Converta-se de seus pecados, antes que seja tarde demais



Em Lucas 13:1-9 temos uma importante mensagem de Jesus sobre a necessidade de nos convertermos dos nossos pecados o mais rápido possível, antes que seja tarde demais.

Nessa passagem Jesus comenta sobre dois casos ocorridos em sua própria época em que pessoas morreram de forma trágica. O primeiro caso foi quando Pilatos matou alguns galileus enquanto eles estavam oferecendo sacrifícios a Deus. O segundo foi a morte trágica de dezoito moradores de Jerusalém, que morreram após uma torre cair em cima deles. 

Após questionar os ouvintes se eles achavam que os mortos nessas tragédias eram mais pecadores que os outros judeus que não sofreram nenhuma tragédia, ele mesmo responde a pergunta dizendo que não. Em seguida, ele revela aos ouvintes que, se eles não se convertessem de seus pecados, eles também morreriam da mesma forma.

Depois, ainda nessa passagem, Jesus conta uma parábola para esclarecer o assunto. Ele conta que um certo homem tinha uma figueira que durante três anos não produziu figos. Impaciente com essa situação, o homem mandou cortá-la. Mas o agricultor pediu que o homem deixasse a figueira plantada por mais um ano, e se encarregou de cuidar dela com a esperança de que ela desse fruto, e que caso ela não desse, que aí sim ela fosse cortada.

A interpretação dessa parábola não é difícil. O certo homem da parábola é Deus. A figueira é o ser humano. Os figos são as boas ações que Deus espera do ser humano. O agricultor é alguém que intercede por nós junto a Deus. 

Quando uma pessoa decide se entregar a uma vida de pecado, ficando muito tempo sem fazer as boas ações que Deus espera, Deus pode a qualquer momento resolver tirar a vida dessa pessoa. No entanto, alguém pode interceder por ela, pedindo que Deus dê a ela uma segunda chance. 

Porém, se após receber essa segunda chance a pessoa não se converter e continuar a viver uma vida de pecado, Deus pode tirar de uma vez por todas a vida dessa pessoa, o que muitas vezes pode ocorrer por meio de tragédias, como as que Jesus comentou.

As pessoas que morreram nas duas tragédias comentadas por Jesus provavelmente já tinham recebido uma segunda chance de se converterem de seus pecados, mas não se converteram. As outras pessoas que não passaram por nenhuma tragédia, incluindo os ouvintes de Jesus nessa passagem, todos eles estavam correndo o risco de sofrer o mesmo destino, pois ainda não haviam se convertido de seus pecados. 

Alguns interpretam que o pecado do qual eles ainda não tinham se convertido era o de não aceitar Jesus como o Messias. No entanto, a passagem não deixa isso claro. Jesus poderia muito bem estar se referindo a outros pecados dentre os muitos que existem. 

Ou seja, devemos entender esse aviso de Jesus como válido para todos nós. É importante ressaltar que Jesus não quis dizer que todos que morrem em tragédias são pecadores rebeldes. Afinal, milhões de bebês e crianças no mundo já morreram em diversas tragédias. 

A mensagem de Jesus é forte e é um alerta. Devemos nos converter de nossos pecados, antes que seja tarde demais. Pois se continuarmos adiando o dia da nossa mudança de comportamento, Deus pode a qualquer momento perder a paciência com a gente e decidir tirar nossa vida de forma trágica.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

O grave pecado do sexo no período menstrual

Fazer sexo durante o período menstrual é um pecado grave. Deus instituiu uma lei proibindo essa prática, veja:
"Não se aproxime de uma mulher para se envolver sexualmente com ela quando ela estiver na impureza da sua menstruação" 
(Levítico 18:19; Nova Versão Internacional).
Deus chegou até a determinar a pena de morte para os casais que fizessem sexo durante a menstruação, veja:
"Se um homem dormir com uma mulher durante a menstruação, e tiver relações sexuais, descobrindo a fonte do sangue, os dois serão eliminados do seu povo"
(Levítico 20:18; Edição Pastoral).
Embora a pena de morte por esse pecado não seja mais aplicada da forma como era aplicada nos tempos bíblicos, Deus ainda pode aplicá-la hoje em dia por meio de doenças ou outras tragédias. Portanto, nós devemos tomar muito cuidado para não cometermos esse pecado grave.

Mesmo assim, muitos casais cristãos não veem problema algum em ter relações sexuais durante o período menstrual, inclusive vários médicos a…

Os mandamentos que devemos cumprir segundo a Bíblia

Ame a Deus com todo o seu coração, e com toda a sua alma, e com todo o seu entendimento, e com todas as suas forças (Deuteronômio 6:5; Marcos 12:28-30).Não tenha outros deuses (Êxodo 20:3; 1 João 5:21).Não faça para você alguma imagem esculpida que represente um deus. Não se prostre diante dessas imagens e nem diante do Sol, da Lua e das estrelas, e não os sirva (Êxodo 20:4-5; Deuteronômio 4:19; 1 João 5:21).Não use o nome de Deus em vão, isto é, não use o nome de Deus para fazer um falso juramento ou para mentir, pois Deus não considerará inocente aquele que usar seu nome em vão. É importante notar que o nome de Deus não é "Deus", mas sim Javé. No entanto, mesmo que você faça um falso juramento sem usar especificamente o nome de Javé, dizendo, por exemplo, "Juro por Deus que vou fazer isso" ou "Juro por Deus que isso aconteceu", e você estiver mentindo, você ainda assim seria culpado, pois você estaria se referindo a Javé. De qualquer forma, Jesus nos ac…

Deus castiga sim

Muitas pessoas acham que Deus não castiga ninguém porque ele é amor, e que tudo de ruim que acontece com as pessoas são consequências lógicas de suas más ações.
Elas explicam que muitas pessoas adquirem câncer porque fumam muito, outras adquirem várias doenças porque se alimentam mal, outras sofrem acidentes porque se arriscam desnecessariamente, ou seja, não é Deus que está castigando essas pessoas, mas elas mesmas cometem maus atos que causam essas coisas ruins a elas.
No entanto, o que essas pessoas não consideram é que o fato de Deus permitir que as pessoas sofram as consequências de suas más ações já pode ser considerado um castigo dele, pois ele poderia livrá-las dessas consequências.
Além disso, muitas coisas ruins que acontecem com as pessoas não são consequências lógicas de suas más ações. Por exemplo: uma pessoa está andando na calçada cuidadosamente quando de repente um carro desgovernado a atropela; uma pessoa está dirigindo atentamente um carro quando de repente uma árvo…